Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Discursos ridículos

por Closet, em 26.10.10

 

Gostava de comprar um tradutor automático para todas as frases disparatas, mal amadas, aquelas cobardes que se dizem erradas, quando se quer dizer outras totalmente diferentes mas que são acometidas de um orgulho embrutecido…

Por exemplo:

"olá, já voltaste?" = "até que enfim, nunca mais vinhas"

"quanto tempo estiveste fora?" = "bolas, tanto tempo, senti saudades tuas…"

então, como foi a viagem?” = “gosto de te ver por aqui, sabias?”…

"não sei porque te estou a contar isto" = "apetece-me tanto falar contigo"

....

e poderia continuar numa lista mirabolante de discursos paralelos orgulhosamente absurdos e ridiculos...

Eu sou uma pessoa sincera, gosto de dizer o que sinto e não compreendo sequer conversas destas sem sentido ... por isso doi-me a alma se, por vezes, tenho de entrar em certos jogos de palavras mascaradas e feridas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:57

Coisas que faço

por Closet, em 17.02.09

... e que me orgulho

chegar a casa às 21h00 como hoje, depois de faltar à fisioterapia again, estoirada do trabalho e...ouvir os meus ninjas falarem (eu disse falarem?) ininterruptamente em simultâneo enquanto me puxam para mostrar isto e aquilo e à e tal, "deixem-me só pousar a mala"... n'um dá, ok, vamos lá por o CD do Panda e dançar o Ursinho Gummy...e lá danço à volta da mesa como uma tribo índia (afinal havia fichas de avaliação com Muito Bom a todas as disciplinas=D)

...e que aborreço os outros

"Não é esse o cartão" diz-me por cima do ombro um sujeito depois de eu estar 30 segundos a passar no dispositivo contactless para abrir as portadas inteligentes do metro o meu cartão do trabalho. Confesso que isso acontece-me aí umas... 10 vezes por semana... Pior ainda quando deixo cair os pacotes de açucar vazios que tenho enfiados na minha bolsinha amarela porta-cartões. Não passo, não deixo passar ninguém e chego mesmo a bloquear o sistema e a ter de passar colada ao vizinho de trás. É vê-los a bufar e a perder a cabeça...

Hoje um senhor gentil debruçou-se também para o chão, não sei bem se por ter gostado da linda cor dos meus olhos, se por estar com pressa e querer mesmo que eu lhe desaparecesse da frente... whatever! Quando agarrou um pacote ficou espantado e deixou escapar "era isto que guardava?" como se estivesse a falar de um lenço de papel ranhoso (by the way já entreguei um em mão a um empregado de mesa para colocar no lixo e parece que fui a vergonha dos meus amigos...shame on me, juro que não estava ranhoso, só amarrotado)... Arranquei-lhe o pacote da mão e disse "é e acredite que este é difícil de encontrar" e virei-lhe as costas. Era o pacote "Um dia danço contigo no meio da rua", saiu-me só duas vezes e dei o primeiro, no way, não perco aquele! Gente insensível!

...que não consigo evitar

Dou por mim constantemente a virar para o lado errado. Uma rua de sentido proibido, a saída de metro fechada, a porta que eu empurro e é para puxar, às vezes até me apetece entrar na rotunda pelo lado contrário só para não ter de dar a volta inteira à rotunda...na maioria das vezes até sei de cor o caminho, sei que não é por ali, sei que tenho de puxar... sou distraída, demasiado, e não consigo evitar.

...que detesto

não dizer ou fazer aquilo que me apetece... dá cabo de mim e passo a vida a engolir sapos. E by the way esta expressão também não me agrada. O que quero dizer é que passo a vida a "passar à frente", move on, para não me chatiar. Bom, confesso também que me apetecia responder à letra a e-mails parvos de alguém dez anos mais velho que eu, que nem sabia o nome, a dizer que estou bonita... com a minha pancada da idade tento acreditar que aquilo é uma saudação de pai para filha, faço a minha cara 26 sorridente e para todos os efeitos nunca recebi tal mail... siga.

...que adoro

falar e escrever. Falo pelos cotovelos e escrevo como falo, sem pensar muito, o que sair sai! E é bom até no trabalho trocar e-mails com os colegas a brincar com as maluqueiras do dia-a-dia, tenho vários colegas divertidos e até nisso dá para escrevinhar e rir "bora lá tomar um cafezito que já estou a dormir" é o meu mail preferido, estilo código morse, com uma colega que adoro e me ajuda a passar o dia ;-)

e por falar em escrever... sou a 2ª feliz contemplada do Desafio da Fábrica de Histórias... Whish me luck! Já tenho comigo os ficheiros para continuar e até estou com vontade de meter férias para me dedicar aquilo! Até comprei u caderninho novo para ir rabiscando! Vamos lá ver se não vou matar alguma personagem, ou engravidar outra, ou arranjar uma traiçãozita!! eheh You'll never know... vai-me custar é ficar tanto tempo à espera para saber o desfecho que a história vai levar... mas não sou curiosa, vou aguentar! Até lá sou um túm ulo! É que falo pelos cotovelos, mas, normalmente, deixo o mais importante por dizer ;-)Just me!

Como diz o poema

"Vê se podes entender aquilo que não te digo

Dava tudo por saber, porque maldito castigo

Deixo o melhor para dizer, sempre que falo contigo

Mas qual! Nasci para ser o meu maio inimigo!

Vê se podes entender, aquilo que não te digo!" Jaime Lúcio

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:21


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Setembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930


Posts mais comentados