Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



chuva

por Closet, em 19.02.13

 

Não digas nada, peço-te.

Enquanto a chuva bate persistente no vidro da janela, implorando abrigo.

E as gotas escorrem, dilaceradas, trémulas. Desaguam no parapeito de pedra, desfazem-se num grito fino. Ensurdecedor. Inquietante. Dormente. 

Proclamam a primavera do nosso tempo, o calor emanado dos nossos corpos

despidos em fábulas encantadas de crianças. Fantasias adormecidas, entre abraços de sonhos perdidos no temporal das lembranças.

Não digas nada, peço-te.

Até a chuvar parar de repetir os versos.

Tags:

publicado às 00:04

Tempestade

por Closet, em 14.04.09

Chovia torrencialmente quando ela saiu do restaurante. Uma corrente de água descia veloz a rua íngreme.

Enquanto lutava com o chapéu contra o vento escorregou na calçada. Por atrás um braço forte segurou-a contra um corpo quente. Os cabelos despenteados não a deixaram ver de imediato quem era. Mas sentiu no seu pescoço uma respiração envolvente. 

A chuva escorria pelo seu rosto pálido misturada com as lágrimas amargas, uma chuva fria, gelada, que teimava em não parar. Um chapéu grande preto abrigou-a do perigo, uns olhos negros prenderam-se nos seus e uma voz rouca sussurrou ao seu ouvido.

Há muito tempo que se cruzavam naquele restaurante. Olhavam-se. Sorriam. Sonhavam-se. Fugiam. Um dia, pensavam, talvez um dia.

Naquele dia o destino surpreendeu-os, como uma chuva inesperada. Deixaram-se ir juntos, impotentes, descontrolados, como a água que corria pela rua íngreme da calçada.

Chovia torrencialmente quando entraram no carro. Um temporal invadiu os seus corpos molhados, loucos de desejo, embaciaram os vidros, entrelaçados.

Foi uma inesperada e violenta tempestade. 

O corpo, o chapéu, o carro.

Um abrigo.

 

 

Tags:

publicado às 22:14

Uma música

por Closet, em 13.01.09

Passei aqui de fugida só para deixar uma música liiinda que hoje descobri com agradável surpresa no meu mp4... digo "descobri" porque é uma das 30 músicas que um colega meu, verdadeiro DJ, e imaginem, engenheiro químico,  me gravou à sua escolha, achou que eu ía gostar... Na verdade só lhe tinha pedido uma música específica, e ele só trabalha lá há 6 meses, nem me conhece bem, mas há pessoas que nos surpeendem pela positiva! Ele é um deles. E também bebe umas bjecas com a malta!

Bom... é um facto que ainda me estou a habituar a algumas músicas, Anna Julia e afins... mas sou maleável, adapto-me a quase tudo e, voilá, acabo por gostar!

 

By the way, sempre fui à fisioterapia, com a dita cara 55, e com maquilhagem reforçada, just in case... Mas o Técnico, de seu nome Rui, estava bem mais calmo e lá me contemplou com uma dose reforçada de massagens, váaa...e depois um pouco de tortura onde eu me contorço nas posições mais estranhas que possam imaginar, acho que nunca tive tantas dores, maldita criatura que tem a força de um elefante... diz que amanhã terá de me amarrar à cadeira... what??? isto está mesmo a ficar bonito para o meu lado... e lá me ensinou uns exercícios giros, assim a posição do Buda por exemplo, e lá ficámos românticos um em frente do outro a rezar... no meu caso a tentar porque "pssst, não pode levantar o cotovelo"... why me?? sim, sim... vou meditar muito em casa que estou a precisar... ahhh e parece que afinal posso ter uma ruptura de ligamentos ou músculos laterais, whatever, coisa fina... à e tal ainda vou lá ficar até ao Verão, muito provavelmente... e com um nadita de sorte ainda levo o Rui de férias connosco...Giiiro...

 

Aqui vai a música...

Quando a Chuva Passar – Ivete Sangalo

Pra que falar?
Se você não quer me ouvir
Fugir agora não resolve nada...
Mas não vou chorar
Se você quiser partir
Às vezes a distância ajuda
E essa tempestade
Um dia vai acabar...
Só quero te lembrar
De quando a gente andava nas estrelas
Nas horas lindas que passamos juntos...
A gente só queria amar e amar
E hoje eu tenho certeza
A nossa história não termina agora
Pois essa tempestade um dia vai acabar...
Quando a chuva passar
Quando o tempo abrir
Abra a janela
E veja: Eu sou o Sol...
Eu sou céu e mar
Eu sou seu e fim
E o meu amor é imensidão...

publicado às 20:14


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Setembro 2014

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930


Posts mais comentados