Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Sinto, logo existo

por Closet, em 12.10.08

Toda a gente sente, mas nem sempre dizem aquilo que sentem, bem sei que as palavras são sempre parcas para descrever sentimentos e emoções, mas elas existem e, acompanhadas dos gestos certos, se nos esforçarmos, conseguem chegar lá perto. Os encontros, os desencontros, as descobertas, as perdas, as mudanças,... o melhor da vida são as pessoas. 

 
O meu filho acabou de fazer 7 anos, sim, sinto-me velha,...e ele já praticamente sabe nadar... e foi a primeira e talvez a última vez dos próximos meses em que eu pude assistir... e no turbilhão daquele dia de correria recebi de coração cheio inúmeros telefonemas de parabéns, mensagens de amigos, uns que já não vejo há meses, outros mesmo há mais de 1 ano, mas que se lembraram desta data, ... as palavras não chegam para explicar que, mesmo distante, sinto falta deles, gosto de todos e sei que gostam de mim. As palavras “adoro-te”, “sinto a tua falta”, “espero que estejam bem”, “tenho saudades tuas”, fazem parte do meu vocabulário de amigos e são ridiculamente limitadas comparando com o que sinto. Mas digo-as na mesma, e repito-as as vezes que conseguir, para que não se esqueçam que é o que Eu sinto, e nunca, mas nunca, para me retribuirem. São estes sentimentos que me fazem sentir viva, que me dão vontade de viver e acreditar que este mundo é maravilhoso. Quem não compreende isto pode ser rico, um génio, mas é pobre de espírito.
E no turbilhão do aniversário do meu filho tive a triste a notícia de uns amigos “de sempre”, mas que já não vejo há algum tempo por aqueles motivos parvos do dia-a-dia, que perderam o bébé que esperavam. E no meu choque, a minha amiga parecia que ainda me estava a acalmar, dizia que a vida continua, que estava bem e a tentar novamente, ... e eu tentei, com as palavras que eram definitivamente pobres para descrever o que sentia, dizer-lhe que tivessem força, que ía tudo correr bem, para contarem sempre comigo,... e ainda não parei de pensar neles, que desde que soube que estava grávida não lhes tenho telefonado, fui desleixada,... e o meu estômago ficou torcido por dentro... e gosto tanto deles.
O ano passado um amigo de infância morreu tragicamente num acidente e, apesar de não ser muito chegada a ele, conhecia-o desde os 9 anos, temos muitos amigos em comum e fui-me encontrando com ele em diversos momentos da vida. Era uma pessoa linda, não lhe encontro um defeito, era das pessoas mais divertidas que conheci, sempre com um humor muito particular, com uma calma estonteante e a melhor imagem que tenho dele é a imitiar o “Estebes” do Hermanias,... e ainda me mordo por dentro porque nunca lhe disse o quanto eu gostava de estar com ele e ouvir as suas histórias, o quanto eu admirava a sua maneira calma de estar na vida e o seu bom humor. E agora já não posso, o telefone dele já não toca, ele já não lê os meus e-mails, ...guardo-o no meu coração (que graças a Deus é bem maior que o meu neurónio) e espero que na próxima encarnação ele esteja por perto porque hei-de levar num bilhetinho estes sentimentos para lhe dizer.
 A vida só vale a pena com estes bons momentos. Ontem posso dizer que tive um dia super feliz. De manhã tive qualquer coisa como 24 crianças dos 3 aos 7 anos a correr pela minha casa. Um pesadelo para qualquer mãe, não para mim. Sei que não sou perfeita, não leio histórias ao deitar aos meus filhos, deixo-os comer a ver televisão e deixo-os brincar sempre que querem,.. mas de uma coisa me orgulho: faço questão que dêem valor aos amigos, que os respeitem e aceitem como são (não há dois iguais e nenhum é igual a nós), e que os conservem, que estejam presentes. E por isso lá estou eu de plantão na escola a dar os convites aos pais, a explicar onde é a festa, a convidar os colegas e os irmãos... sou mesmo assim. E por isso o meu filho teve a felicidade de ter a turminha toda na sua festa, incluindo irmãos, e o ataque de nervos de outras mães em mim revela-se numa feliz sensação de orgulho e prazer. Posso dizer que à tarde tive mais cerca de 15 crianças, filhos dos nossos amigos, um grupo extraordinário que tenho a sorte de ter (para eles até retoquei as minhas unhas num intervalozinho que consegui à hora de almoço! Sorry amiga que recebi com as mãos no ar e a pedir para fazer isto e aquilo porque eu não podia tocar em nada! Mas já me conheces e até achas graça, certo?). Os miúdos adoram estar juntos e nós também. Até a minha princezinha bébé veio conviver um pouco e disse-me ao ouvido que não está a achar piada agora ter de comer papas!!!.
Confesso que sempre tive a tendência para juntar pessoas que não se conhecem e achar que, se gostam de mim, também vão gostar umas das outras (a experiência já me demonstrou por várias vezes que isso nem sempre é assim tão linear, mas ainda não desisti de tentar!), mas ontem resultou bem e o grupinho estava fantástico, e como eu tinha saudades dos Caçadores que já não vía há tanto tempo. Até as minha amigas em “estado civil idêntico” parece que gostaram muito de se conhecer,.. temos de combinar qualquer coisa sim, mas não se esqueçam de me levar também, tá?! 
E já me alarguei por demais, e ainda por cima piegas, a todos agradeço a companhia e a lembrança, o dress code estava excelente, todos nós somos um pouco alliens assim mesmo ao natural. Amiga Allien Boop, tens uns joelhos fininhos lindos para usar vestido, que desperdício, a Demi Moore fez uma lipoaspiração só aos joelhos, tu nem precisas...usa saias mais vezes, tá? E confesso que, apesar de me sentir mal vestida, de mocassins rasos e sem ponta de maquilhagem, nem mesmo rímel,... depois dos elogios que recebi, entre eles que parecia uma teenager, acho que vou repensar o meu Closet...!!! ...Ou não!
 
E como o meu marido me surpeendeu com um presente magnífico para irmos ver a Brandi ao vivo, sim estou culturalmente histérica com a minha preenchida agenda!, deixo a música que todos adoram (eu só retirava a partezinha “those lines across my face”, se não se importarem...há cremes para isso e eu gasto muito dinheiro neles...!).

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:36


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Outubro 2008

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031