Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




I sware

por Closet, em 21.05.09

Hoje fui testemunha de um julgamento da empresa... quer dizer... teoricamente porque acabei por ser dispensada de testemunhar. E logo eu que tinha ído de fato cinzentão, com ar super mega profissional (by the way, completamente demodé..odiei)... e sim, por lá estavam todos mal vestidos, a começar pelo réu e seu advogado com dentes salientes e voz de sirene...e o pessoal passeava-se todo com uma capa preta de vampiro...oh God...mudem a indumentária dos Tribunais, please!!

Mas a experiencia serviu-me para me questionar sobre a necessidade de "Jurar dizer a verdade"...parece uma coisa leviana, fácil, fácil...mas se a pergunta for confusa? e se sobre ela tivermos mais do que uma opinião? será que a verdade é sempre transparente e inquestionável?? nem sempre...pelo menos para mim.

Não acredito em verdades absolutas, acredito na verdade do momento, aqui e agora. Amanhã, por muito boa vontade que tenhamos, a verdade de hoje pode cair por terra. Nós mudamos, o mundo á nossa volta muda. Life goes on.

Por outro lado, há as meias verdades, como diz Margarida Rebelo Pinto "Falar verdade nem sempre é fácil, confrontar o outro com a nossa verdade pode ser ainda mais difícil" Porque a verdade pode tanto construir com destruir. E é nestes casos que se opta por omitir. Devemos dizer que não gostamos como ele fala de boca cheia, como ressona, como põe a camisola do pijama por dentro das calças, como se agarra ao comando da TV enquanto nós andamos a limpar a casa, coisinhas assim "insignificantes", ou devemos omitir estas verdades porque são pequenas ninharias? aha...como diz a escritora "a verdade não reside apenas nos grandes gestos nem é só vivida nos grandes momentos. Ela instala-se nos pequenos gestos do quotidiano e treina-se como um desporto."

Uma amiga minha separou-se do namorado com quem vivia exactamente porque... disseram estas pequenas grandes verdades e concordaram que, enquantos elas forem verdades, não conseguem viver juntos.

No entanto, calar e omitir, também não nos traz felicidade, leva-nos a um mundo imaginário que acaba por ruir...um segredo que nos estrangula, um veneno que nos corroi...

 

Bom...safei-me do juramento...pelo menos por hoje...

publicado às 00:45


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2009

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31