Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Arco-iris

por Closet, em 21.04.09

Clara tem pele clara, cabelo comprido castanho e uns olhos cor de mel. Do seu lugar, por detrás de um monitor, estremece sempre que o elevador se abre às 9h30.

David é alto de cabelo loiro desalinhado e olhos grandes azuis. Chega sempre às 9h30 despreocupado e estreme quando a vê.

Clara é casada, tem uma filha e uma vida comum, organizada, onde ainda não encontrou um lugar para David.

David namora há 7 anos, vai casar e tem uma carreira profissional de sucesso. Ainda não consegiu descobrir um lugar para a Clara.

Ambos trabalham no 5º andar de um edifício com mais de 400 pessoas, na multidão às 9h30 cruzam olhares de pânico apetecidos.

Clara encontrou em David um novo motivo para sorrir, para se sentir  viva e bonita, David encontrou em Clara a força para vencer, a auto-confiança e a segurança.

Encontraram-se os dois sem perceber, desprovidos de tempo e espaço. Vidas cruzadas, ocupadas, perdidas, pelo destino embargadas na alfândega da vida.

Clara e David já foram um só, num fim de tarde sem sentido. Os lábios atrairam-se magneticamente e os corpos à deriva naufragaram um no outro. Num segredo contido, a felicidade trazia um travo amargo consigo.

Separaram-se. Continuaram as suas vidas perdidos.

Às 9h30 ela ainda estremece quando o elevador se abre. Ele ainda estremece quando os seus olhos se cruzam com os dela no caminho.

Estremecem e aquele breve momento é como um arco-iris. Num dia de chuva, um crepusculo de cores invade um céu cinzento e triste, a sensação que é efémero, vai desaparecer a qualquer momento, mas é tão bom enquanto dura.

publicado às 23:33


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Abril 2009

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930