Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fábrica de Histórias

por Closet, em 06.04.09

 

Mar nosso

 

Acabo sempre por voltar a este lugar.
Enterro os pés na areia e ainda sinto o coração a palpitar dentro das veias. São segundos em que acredito que vou-te encontrar. Segundos desconexos, embriagados. Envoltos numa grande névoa de delírio. A loucura de te procurar.
Onde estás, não sei. Sei que não estás aqui. Mas eu volto. Enquanto os meus pés souberem o caminho. E o corpo dormente me arrastar.
Olho o mar revolto. As ondas de espuma a baterem iradas nas rochas. Assim fomos nós outrora. Dois seres rebeldes, ingénuos a vaguear. Foste tu? Ou fui eu? Que importa agora? Aconteceu. Depois perdemo-nos um do outro. Nunca nos soubemos encontrar.
Como as marés vivas de Setembro, o teu olhar invadiu o meu corpo, um estranho desejo torturou a minha mente. O impossível, o improvável. Apaixonei-me de repente. Pelo teu olhar profundo, as tuas palavras doces, o teu jeito meigo de tocar. Abriste o teu mundo para mim. Eu fui espreitando devagar. Depois fechaste-o outra vez, de repente, sem me avisar. Onde estás, não sei. Estás noutro lugar.
Hoje eu sou o mar revolto, e tu a rocha que eu tento em vão derrubar. Olho para ti, um misto de atracção e descontrolo. Quero-te e não te quero, para voltar a querer. Desejar-te é uma loucura que me seduz e incendeia, um rastilho invisível consumido sem se ver.
Sento-me na rocha onde tu esperaste por mim… naquele dia eu hesitei, nunca soubeste. Algo em mim quis recuar. Mas tu esperaste, mais do que uma vez. Esperaste. Curiosamente, eu fiz-te esperar… hoje sou eu que espero por ti, aqui, ou em qualquer lugar.
Sei que estás por aí. Que voltas. Ainda vai existir um beijo, um abraço, um olhar. O mar bate nas rochas, vai e volta. Assim é o desejo. Sei que entre nós existe um imenso oceano por desbravar.
Texto escrito para a Fábrica de Histórias. (um cadechinho tarde, eu sei...fui ao cinema ver um homem nu azul que viajava para Marte...só eu!..e ainda fui contemplada não com 2 horas de filme...mas 3...lucky me!)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 00:11


7 comentários

Sem imagem de perfil

De miúda a 06.04.2009 às 01:04

A banda sonora perfeita para um texto sublime :)
Por momentos parece que alguns paragrafos foram escritos para mim, obrigado...
Um beijinho enorme***
Imagem de perfil

De Closet a 06.04.2009 às 01:08

e foram...as palavras sairam apressadas...mas ideia está lá!
Principalmente o fim, porque acredito que, enquanto houver desejo, há sempre um caminho por desbravar ;-)
beijinhos***
Sem imagem de perfil

De miúda a 06.04.2009 às 19:24

um texto inspirado em mim
saiu na perfeição, e o ultimo paragrafo sem duvida que me acenta que nem uma luva... afinal eu quero sempre um pouco mais, nunca dou nada como terminado porque no fundo a vida é uma completa historia em aberto que so culmina o seu capitulo quando fecharmos os olhos eternamente :)
Um abraço apertado e muito obrigado por este texto***
Imagem de perfil

De Closet a 06.04.2009 às 22:30

És um mar agitado de água doce ;-)
bjinhos***
Imagem de perfil

De Lara a 06.04.2009 às 18:19

para além desTe texto estar simplesmenTe fantástico...sou apaixOnada por esTa música..*

parabéns...=)
Imagem de perfil

De Closet a 06.04.2009 às 22:32

eu tb adoro esta musica..
bjs
Imagem de perfil

De mafalda a 07.04.2009 às 21:30

lindo texto! :'(
"hoje eu sou o mar revolto, e tu a rocha que eu tento em vão derrubar", perfeito!
adoro a música!
beijinhos.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Abril 2009

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930