Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Dias abandonados

por Closet, em 23.05.11

 

Há dias abandonados. Povoados de sofrimento e inquietação. O fantasma que entra de rompante pela sua casa assombrada. Invade-a, de tal forma que as paredes estremecem. O chão de madeira gasta range e abana, as luzes apagam-se fúnebres na solidão. Até as chamas das velas se encolhem e o peito arde-lhe mais violento do que um vulcão. Treme, "de medo" pensa... não dele, do fantasma, mas por saber que a qualquer momento deixa de o ver. Desaparece, indiferente ao que ela sente, sem lhe dar explicação.

Moribundo, habita há décadas na gaveta da memória, desarrumado na imaginação. De tal forma nítido que ela atreve-se a dar-lhe um rosto, um corpo e até um nome. Por vezes hesita, não sabe bem. Mas é um fantasma, não duvida. Restícios do tempo que passou por ela apressado, rasto de caminhos paralelos distanciados em quilometros de mágoa e desilusão. O fantasma persegue-a, num sofrimento que a consome, sem piedade, em dias abandonados pela estranheza insuportável da realidade.

"Porque te procurei? ... "Porque voltaste?".

Um silêncio incómodo, injusto, transpira raiva e incompreensão "Porque te perdi, mais uma vez?". 

publicado às 23:39


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Maio 2011

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031