Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Eu e o Maquinista

por Closet, em 17.11.10

 

Há um maqunista da CP que me anda a chatear... confesso que toda a gente se ri e na verdade, depois de passar as fricções, eu também já me ri desta história...

 

Take 1)

Vou eu em passos, vá, calmos, para o comboio que está parado em Oeiras para sair dali, já a pensar "que bom, vou sentada a ler sossegada", e no preciso momento em que vou a carregar no botão para abrir a 2ª porta da carruagem, ZUMMMMMM... o comboio parte... (não, e não ouvi o aviso sonoro porque tenho sempre phones pfff)... Pensei o óbvio "que azar..." e fico à espera do próximo comboio.

 

Take 2) 

Vou eu em passos, vá, mais rápidos, para o comboio que está parado em Oeiras, já a pensar "que bom, vou sentada a ler sossegada", e no preciso momento em que vou a carregar na 1ª porta da carruagem (note-se que não quiz arriscar), ZUMMMMM... o comboio parte... ... Pensei o óbvio "bolas, que azar outra vez..." e fico à espera do próximo.

 

Take 3) 

Vou eu em passos apressadissimos para o comboio que está parado em Oeiras, já a pensar "desta vez não me escapa o malvado", olho para o maquinista e vejo-o a olhar para mim (e sim, tinha óculos postos porque já ía de livro em punho) e no preciso momento em que vou a carregar na 1ª porta da carruagem, ZUMMMMMMM... o comboio parte... ... Pensei o óbvio "estúpido do maquinista que esta a gozar comigo!". Mais! Olho para o relógio e vejo que ele saiu antes da hora... pffffttt...e fico à espera do próximo comboio.

 

Take 4)

Vou mais cedo porque quero ter uma conversinha com o maquinista... ahhh...

Subo a rampa da estação a passos apressados, fitando o comboio mais recuado que o normal, parecia que já sabia que eu vinha com a neura (ou então foi ele que fez de propósito para me cahatear, deve ter sido...)... e bato no vidro do sr. maquinista que me olha de esguelha e aponta para o outro lado da estação como que a dizer que vinha lá outro... Abanei a cabeça, não queria saber, e fiz-lhe sinal para falar com ele. Surgiu na 1ª porta com aquele ar empretigado e começou logo mal "o que é que a senhora quer?"... senhora pffff... só porque devia ter menos 2 anos que eu, no máximo...pffff. Eu disse-lhe que ele andava a gozar comigo, a fugir com o comboio no exacto momento em que eu carregava para abrir a porta e que, inclusivé, no dia antes tinha saído antes de tempo... O empertigado ainda teve o desplante de me dizer que eu tinha de chegar mais cedo se queria ir naquele comboio. Pois que se eu consguisse chegar mais cedo, nem ía no dele, ía noutro que era bem mais seguro, respondi-lhe. E veio outro comboio nessa altura de calorosa conversa e disse-lhe bye bye que "hoje sou eu que não quero ir consigo".

 

Take 5)

Vinha eu a subir a rampa da estação e vejo o estupido do maquinista a fazer sinal com as mãos para correr... bom, como ele não era de confiança, eu corri esbaforida, entrei e sentei-me na 1ª carruagem feliz da vida... esperei 1 minutos, 2 minutos, 3 minutos... e o empertigado do maquinista não arrancava com o comboio. Até que apareceu outro comboio na linha ao lado, um rápido...ahhh... roguei-lhe pragas, ele tinha gozado comigo... não fosse eu estar sempre atrasada, eu não tinha apanhado o rápido e tinha ído ter uma conversinha com ele outra vez ... ai é tão parvo, o empretigado.

publicado às 00:28

puzzle

por Closet, em 17.11.10

 

Hoje não falei contigo. Não senti as tuas palavras beijarem-me, o feitiço do teu perfume.

O sussurro da tua voz melada, rente ao meu pescoço, deslizando devagar. Pareces assobiar de mansinho. 

No lugar das palavras, um buraco que me engole, um fosso profundo. E eu um lugar incompleto, imperfeito, desfeito.

É o que acontece quando tornamos alguém o centro do nosso mundo.

Hoje não falei contigo e é como se hoje não tivesse vivido.

 

Tags:

publicado às 00:13


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Novembro 2010

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930