Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Elemento

por Closet, em 11.11.10

Este é um post chato. Quem quiser está à vontade para abandonar o blog, ir para outra nave cibernauta. No problem…

Estou numa fase algo zen de mudança de funções no trabalho… não que vá falar propriamente de trabalho que não quero, mas da mudança… Basicamente, ao fim de 12 anos de trabalho, pedem-me para fazer aquilo que toda a gente fora do meu trabalho acha que sou boa – na imaginação. Pois tenho de pensar, ser criativa… e até me ofereceram hoje um livro de um estratega aí da moda que diz que temos de procurar o “elemento” – o lugar onde as coisas que adoramos fazer e as coisas em que somos bons se reúnem. (confesso que já andei a folhear e ainda não vi por lá nenhum mapa…pfff)

Diz o livro, em forma de slogan, “Descubra aquilo que realmente o apaixona”… e,  admito, convenceu-me! Vim a ver se “descobria” isso pelo caminho, mas ainda não dei com "a minha página"… anyway, imagino que não tenha muito a ver com 4 paredes de tijolo em Lisboa… mas pronto!

Como era bom eu ter um “cabana” com vista para o mar (com ligação à internet atenção!!), uma cama de rede pendurada à porta e poder escrever o que me apetecer, quando me apetecer… ai era tãooo bom!! Mas vou guardar este “meu elemento” só aqui para nós, just in case… é que não deve dar lucro à empresa, I guess…

 

PS: brincadeiras à parte, o livro é interessante, e aborda um novo conceito de felicidade na descoberta do nosso "eu".

«Todos nascemos com extraordinárias capacidades de imaginação e criatividade. À medida que crescemos, tendemos a esquecê-las e a deixar de as explorar.Quando tiramos partido dessas faculdades, fazemos aquilo que realmente nos apaixona e vivemos o nosso tempo de forma plena. Entramos no nosso Elemento, o ponto onde fazemos o que realmente queremos fazer e onde somos a pessoa que sempre quisemos ser.»

publicado às 23:37

Caught ME :)

por Closet, em 11.11.10

 

 

I have the camera... but You caught ME!

 

Por vezes pensamos estar à procura e somos assaltados por alguém que nos invade. Assim, de repente.

Precipitados, acreditamos controlar mas somos nós os controlados, ou direi descontrolados. Perdemos o norte. O centro e o sul.

Perdemos tudo em busca de nada. Vivemos e aprendemos a desaprender.

Que nada é para sempre. Que tudo é relativo. Que viver não é só respirar.

Que tudo tem o seu tempo. E o aqui e o agora são "o" momento.

Click! Catch You!

 

publicado às 00:16


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Novembro 2010

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930