Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




alma gémea

por Closet, em 12.10.10

 

Hoje à noite perdi-me da lua.

Procurei-a na escuridão por entre os passos apressados da calçada. Varrida por becos sombrios, despidos de vida.

Deparei-me de repente com duas almas gémeas. De corpos entrelaçados num banco tímido de jardim, transpiravam o luar.

Absortos, nem deram conta que eu me aproximava.

Não sei se furiosa ou espantada, perguntei-lhes se eram almas gémeas. Que sim, acenaram, atrapalhados, por eu ter descoberto o segredo que guardavam.

Roída de inveja por terem roubado a lua, sentei-me no banco do lado e resolvi explicar.

- Sei que são almas gémeas e que têm convosco o luar. Transpiram o seu odor nos corpos de prazer exaustos.

A pele entranhada, funde-se e confunde-vos, sem saberem exactamente quem é um e o outro. O olhos irrompem-se violentamente, como se estivessem a lutar. As palavras puras soltam-se embriagadas no silêncio dos braços que deslizam estridentes e alvoraçados. Pernas que rasgam os restos de tecidos gastos, ansiosos, por se abandonar. E os lábios, trémulos, impacientes, esbarram onde o início não tem fim. Deleitam-se demoradamente, tropeçam, tincam-se, amarram-se. Tudo em vosso redor brilha num magnetismo partilhado e imortal. Seguro, encondido entre o peito, apertado, bate desassossegado o luar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:15


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Outubro 2010

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31