Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Selo

por Closet, em 12.09.10

Já há muito tempo não circulavam por aqui tais Grammys Awards :)

 

 

1º Identificar o blog que ofereceu o selo.

A miuda* com quem me estranho e entranho, na sua rebeldia e impulsividade, no seu carisma e fragilidade. Kiss, dos teus ***

  

2º Dizer o que te faz contar todas as tuas grandes “histórias” de (sobre)vivência no blog:

Porque a vida é feita de histórias, porque as vivemos num alvoroço, misturando a realidade com a imaginação. Porque não vivo sem esta última, a imaginação. Porque não me contento com a realidade e os factos, e quero sempre mais: quero as palavras que nunca ouvi mas sonhei, as palavras que nunca disse mas pensei, tudo o que não vi mas sei que desejo, o que não fiz mas queria ter feito... Porque a vida é muita mais que o dia-a-dia... preciso de histórias, enroladas em muitas outras histórias, para alimentar a minha alma sedenta e insatisfeita, que gita baixinho.

 

3º Passar a todos os blogues onde encontrares “histórias” que te fascinam:

Adoro ler historias por aqui, tornou-se mesmo uma rotina sem a qual estou certa que adoeço. Muitos nunca comentei, mas leio, imprimo para ler no camnho... leio tantoooosss...

Mas, dado à minha timidez bloguista (!!) vou colocar aqui apenas aqueles mais próximos e que sigo há mais tempo e qe ainda não receberam este Selo:

Miuda* és eleita, You know, recebe de volta! I see U *

'Na, sempre actual, interessante e versátil, são histórias que leio sempre e em qualquer lugar do planeta!

Talvezlivretalveznao , quando escreve, escreve!!

Tomás ... porque é bom contar histórias de dias que não voltam nunca mais :P

Marta, minha colega da Fábrica há... anos! e vou seguindo a sua escrita de vida!

 

Pronto... e para justificar ser merecedora do oscar, vou deixar uma historieta no outro Blog... mais daqui a pouco, tá??!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 22:26

Encontro-te

por Closet, em 12.09.10

«Amanhã encontro-te. Não sei onde mas encontro-te. No automóvel ao meu lado no sinal vermelho, no correio por causa de uma encomenda, na mesa acolá, do restaurante onde almoço, numa passagem de peões, na sala de espera do dentista, seja onde for, encontro-te. Não deves ter mudado muito, nenhum de nós, mesmo que tenha mudado muito, mudou muito: qualquer coisa, uma expresão, um gesto e reconheço-te logo, reconheces-me logo apesar de pintares o cabelo, apesar de eu ter engordado (...)» António Lobo Antunes

 

 

imagem daqui

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:48


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Setembro 2010

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930