Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Nascer...em retalhos

por Closet, em 09.07.10

 

Hoje vou escrever sobre mim...pode ser??

É que acabei o meu curso de escrita hoje e já estou com saudades (ok, já estou inscrita no curso Avançado anual que começa em Outubro!!)... e na verdade tenho de entregar um trabalho final sobre um dos trabalhos que já fiz, mas desenvolve-lo mais... o professor insiste para o conto do lobisomen, que tem muito potencial assim num misto viagens-terror... Ainda hoje estou para saber de onde tirei aquela ideia absurda... mas pronto, give up, lá dou por mim a pesquisar coisas horrendas sobre lobisomens.. E era o que faltava para aprimorar a minha cultura geral "filho, não sei o nome dos reis portugueses, nem as capitais da Europa, nem os nomes dos nossos ministros, mas sei tudo sobre lobisomens...". Just me!

 

E no rodopio da minha vida, hoje visitei um bébé lindo, que sinto um bocadinho meu (sorry buddys, não no sentido efectivo da coisa, claro!!...), e no regresso andei meio perdida na maternidade... quem diria?? E só pensava que ali nasciam "vidas" e em como é bom "nascer", começar algo do zero, como uma parede branca pronta para ser salpicada de cores, como um piano ansioso pelos dedos mágicos capazes de nos embalar numa melodia... Começar um sonho com a paixão e o fulgor da 1ª vez. Sim, senti o aroma da felicidade e fiquei contagiada (já tenho um capítulo nos meus "Retalhos" passado em...guess what?? Soho- NYC !! Váaaa).

 

A vida é feita de momentos, não tenho qualquer dúvida, e por isso os planos a longo prazo não me interessam para além do essencial...vivo o presente. Afasto os momentos negativos, abraço os que me fazem feliz e os que consigo também fazer feliz alguém.

E rodeio-me de histórias que invento (não é de hoje, sempre fui uma "inventora de histórias" apenas agora dedico-me mais seriamente a elas)... e a cada dia surgem-me ideias para mais histórias de encontros e desencontros, de vidas atropeladas por cilindros gigantes de egoísmos, inseguranças, orgulhos e fraquezas... assim é o mundo complicado lá fora...

Nos meus Retalhos choco numa esquina com uns olhos cor de mel, uma paixão da juventude, divertido e original, que hoje é um ser triste que vive um casamento à beira do esgotamento; conheço à força um ex-vizinho de uma amiga, um desgrenhado arquitecto e professor de desenho, que pinta por paixão, e as suas mãos tocam como numa dança, sensuais, ao som das suas palavras; depois há uma paixão fulminante em Soho, com um empregado de mesa desligado da vida e de compromissos, que canta à noite num bar embriagando-me com a voz que susurra aos meus ouvidos; um divorciado pela segunda vez que bate no meu carro e arrogante e convencido, diz que paga se eu aceitar jantar com ele...(eheh!!) este é fisicamente magnético, intelectualmente repulsivo, mas os seus beijos deixam um sabor insaciável a mar salgado, selvagem e agressivo,... e há mais!! Working...

 

Enquanto crio estas histórias, desfaço-me de outras... como diria um escritor, que não me lembro o nome, "mato os fantasmas que há em mim", liberto-me do que me faz infeliz, como uma cobra que vai largando a pele. Largo aos poucos algumas desilusões, desejos insatisfeitos, sonhos enterrados... o que importa é fazer algo que nos faz feliz, mesmo que aos outros pareça insano, ridiculo e insignificante. Sempre gostei de gente estranha... não me estranhem neste post!

publicado às 00:46


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Julho 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031