Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Comboio a Vapor

por Closet, em 15.06.10

 

És como um comboio a vapor

lento, barulhento, ensurdecedor...imortal.

O tempo passa por ti, trilhando o desejo carnal

a obssessão invencível,

que é transpirar o vapor do teu cheiro,

Transpor o latão insensível,

o impenetrável apetecido.

És como um comboio antigo

que ainda percorre caminhos imensos.

Intensos,

como os breves momentos contigo

enrolados em memórias da imaginação.

Pontas soltas

trespassadas na fronteira da razão.

Bastava um sorriso volátil, numa carruagem qualquer

e podia ser tua mulher

neste comboio sanguinário

que viaja em terreno movediço.

Podíamos juntos correr o mundo,

mas descarrilámos, por destino ou feitiço,

algures à beira da estrada.

Sem rumo.

Sozinha, acidentada

Ainda tenho a miragem do comboio antigo, 

a passar devagarinho.

E estremeço no confronto do olhar encenado

Mas sei hoje que és só isso,

um comboio a vapor descarrilado.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:26


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Junho 2010

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930