Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Paisagem dos sentidos

por Closet, em 22.04.10

 

Na paisagem dos meus sentidos

Já não te consigo encontrar

és um rosto invisível

um corpo inacessível

impossível de tocar

 

Na paisagem dos meus sentidos

Onde te escondes sozinho

ouvi com os olhos a tua voz

no silêncio que há entre nós

as palavras ecoam baixinho

 

Na paisagem dos meus sentidos

Onde um dia me perdi

Caminho num jogo de espelhos

e já rastejei de joelhos

numa desesperada ânsia de ti

 

Na paisagem dos meus sentidos

Que um dia pintei para mim

Com a aroma quente do por-do-sol

O marulhar do mar num farol

e a paixão sem princípio nem fim

 

Na paisagem dos meus sentidos

enterrei-te vivo, numa sombra por ali

apaguei-te da minha memória

Recorda apenas quem tem história

E eu nunca te conheci

 

Essa paisagem sem sentidos

Mergulha-me por vezes na ilusão

do esquivo olhar que já me sorrio

mas que hoje dorme num apagão frio

De palavras-fantasma no chão.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:47


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Abril 2010

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930