Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Reconhecer

por Closet, em 03.12.09

Hoje fiz anos...ou melhor, ontem...já passa da meia-noite. Tive a casa cheia e na verdade já está tudo a dormir neste momento... eu durmo "às vezes" !! Mas precisei de vir aqui.. Os meus anos nunca foi um dia que adorei, ao contrário do que possa parecer nunca gostei de ser o centro das atenções e, definitivamente, tenho horror a envelhecer... e já lá vão 35 anos...(Bom, o meu Ninja de 4 anos premiou-me lpgo de manhã com uma questão pertinente "momy, vais fazer a festa no ABC da Brincadeira ou no Pula Pulga?"  why not??).

Mas são 35 anos excelentes, com muitos e bons amigos, alguns há mais de 20 anos, que me amparam e outros que surgem sem eu saber bem como, com uma família única e maravilhosa, com uma sogra que é mais que minha mãe, é a minha mão direita (e a esquerda também), um marido e uns filhos que são 3 homens lindos e perfeitos, com colegas fantásticos que me animam no dia-a-dia... o melhor da vida são as pessoas, não tenho dúvida!

 

Mas não estou a escrever este post para me darem os Parabéns, já recebi verdadeiras declarações de amor e amizade até de pessoas que não estava à espera, (algumas nunca me viram!!), e digo amor de boca cheia, no seu sentido mais lato e profundo, porque hoje recebi uma muito especial. Não que já não tenha recebido outras, também especiais (e o meu marido vai ficar com ciúmes, eu sei... mas já lhe disse, por diversas vezes...o meu coração é um universo infinito, ninguém precisa disputar um lugar e o dele está reservado até à morte, no matter what).

 

A minha Best Friend, desde os 12 anos, foi-me visitar ao trabalho, para me dar uma beijo especial, porque na verdade passar o meu dia de anos sem a ver é algo que me doi a alma... e para além do presente que adorei (guess what? uma boina nova!!), o meu postal, aquilo porque anseio sempre, as suas palavras divinas que fazem o meu coração parar. Para remata-las (não vou transcreve-las claro, são demasiado pessoais... ) deixo o texto que ela leu hoje e reconheceu simplesmente que somos nós. Eu também me reconheço nela, infinitamente. Adoro-a demais.

 

"Parece-me antes que amar é reconhecer. Reconhecer, no sentido de quem se conhece duas vezes. Por fora e por dentro. Reconhecer como forma de nos reconhecermos, insaciavelmente, em alguém que faz parte de nós. Reconhecer como uma estranheza que se esclarece, sempre que alguém precioso nos reconhece, mesmo quando não sabemos quem somos. E reconhecer de gratidão. Pelos gestos de reconhecimento que se trocam quando se amam. Reconhecemo-nos em alguém... desabafam-nos nas dúvidas com que se constrói a nossa solidão. E de cada vez que alguém se reconhece em nós... transforma-nos. Olha para além de nós. Olha por nós. Sem que com isso sobreponha o seu olhar ao nosso. Talvez amar seja realmente, reconhecer." Eduardo Sá in Chega-te a mim e deixa-te estar

 

 

Hoje estou aqui para que também me reconheçam um pouco :)

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:00


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Dezembro 2009

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031