Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Fábrica de Histórias

por Closet, em 08.02.09

A Escolha

- Só precisas dizer sim ou não – disse com o habitual olhar franzido e impaciente.
As minhas pernas tremiam e sabia que tinha de tomar uma decisão. O meu contrato acabava esta semana e não podia ter mais renovações, ou entrava para o quadro ou ficava desempregada.
- Deixa-me ver se posso – disse-lhe com a voz sumida
- Luísa, não compliques, é só um jantar. Espero até às 15h.
Só um jantar, dizia ele com aquele sorriso no canto dos lábios. Todas sabíamos como acabavam os seu jantares, num motel de estrada com direito a taxi de volta para casa. Algumas tinham direito a repetições, normalmente seguidas de aumentos ou pequenos prémios de "produtividade". Outras ficavam arrependidas, outras pavoneavam-se, sem qualquer pudor, com as promoções que tinham conseguido. Mas não se conhecia uma que se tivesse negado e que tivesse continuado na empresa. Ou se despediam ou o seu contrato não era renovado por “não preencher os requisitos”.
Já havia meses que me pressionava, e nitidamente foi aumentando à medida que se aproximava o prazo do contrato. Eu tínha-me divorciado há pouco tempo e isso tinha sido mais uma acha para o desejo dele. Não que se tivesse alguma vez coibido com mulheres casadas, na verdade eram as suas favoritas pelo simples facto de serem as mais discretas, terem um lar para onde voltar obrigatoriamente e não quererem compromissos. Talvez por esse motivo apenas conhecessemos uma presa destas, Directora de Realização, uma verdadeira víbora que todas asseguram que subiu na horizontal.
Fui para a minha secretária com o sangue a fervilhar-me nas veias e nem ouvia o telefone que tocava insistentemente.
- Atendes ou queres que puxe? – gritou-me a Sara do outro canto.
- Hã? Atende por favor e diz que não estou...
Não me apetecia falar com ninguém. Todas sabiam que ele andava em cima de mim, já quase todas as solteiras e divorciadas com um aspecto minimamente aceitável tinham "jantado" com ele... umas até deixam escapar sem vergonha que foi uma noite espectacular... o Ricardo era um homem atraente, 42 anos, alto, loiro, um solteiro convicto que se divertida nestes jogos de sedução. Mas era o Director Geral da Produtora, um negócio que pertencia ao seu pai. Motivo suficiente para ele fazer o que bem queria.
- Era o Jorge, pediu para lhe ligares – interrompeu-me a Sara já à frente da minha secretária. – O que é que o Ricardo te queria?
- O de sempre. Mas hoje foi o ultimato final...
- E o que lhe respondeste? – perguntou já inclinada sobre mim para que ninguém nos pudesse ouvir.
- Disse que ía pensar, tenho até às 15h.
- Estás louca? Se dizes Não já sabes que não ficas cá. É a tua única oportunidade de seres efectiva. É só uma noite, garanto-te que ainda te divertes...e depois esqueces e continuas como se nada fosse.
Sabia que naquele ramo era preciso cunhas, mas achava que a minha criatividade e dedicação seriam suficientes. Desenhei programas originais, adaptei outros estrangeiros que revelaram boas audiências... e mesmo assim estava agora entre a espada e a parede... o meu Director Geral estava a chantagiar-me da foma mais assustadora.
- Não penses nisso... vais ver que depois ele não te chateia mais – continuou ela afastando-se para atender o telefone. Aproveitei para telefonar ao Jorge, um amigo antigo com quem saía há um mês e por quem estava-me a apaixonar. Dei-lhe uma desculpa esfarrapada para cancelar o programa para essa noite e voltei ao turbilhão de ideias que me assaltavam. Tinha arrendado uma casa há pouco tempo, o dinheiro era apertado e ultimamente nem tinha tempo para fazer as traduções que me davam uns trocos extra. Trabalhava 10 horas por dia. Aquele emprego era um sonho realizado e não me imaginava novamente de volta às avenças em revistas ou jornais. Já tinha conseguido iniciar uma carreira. Por outro lado, a ética profissional era algo que me orgulhava de ter, nunca me apropriei de ideias alheiras e sempre que apresentava adptações fazia questão de mostrar os originais e explicar o porquê e como considerava que iria funcionava. Mas o mundo é podre e, pelos vistos, ser eficiente não é tudo.
Quando o conheci o Ricardo até me senti atraída por ele, envolvida pelas suas palavras e o seu olhar. Mas todas as histórias que me contaram dele foram cavando uma desilusão enorme e hoje é uma pessoa que me repugna tanto psicologicamente como me atrai fisicamente. Um duelo com desfecho imprevisível.
Na minha cabeça comecei à procura de soluções se não renovasse o contrato. O que poderia fazer ? Como irira enfrentar a situação?
Tinha um e-mail do Ricardo no meu computador...abri e lia-se “Marco às 21h no Chez Gabriel?”. Num ápice escrevi “Sim. Vou lá ter. E saio mais cedo para me arranjar.” Fechei o computador e saí desenfreada para não dar azo a quaisquer perguntas. Fui ao cabeleireiro, tomei um banho de imersão, escolhi um vestido vermelho curto e decotado, uns saltos veriginosos e apanhei um táxi. Ele já lá estava à minha espera e pelo seu olhar superei as expectativas. Estava obviamente provocadora e durante o jantar larguei toda a sensualidade que habitava algures em mim.
- Estava a pensar irmos para um lugar mais reservado – lançou ele no final do jantar.
Acenei com a cabeça e sorri. Seguimos para um motel onde se entrava para os quartos directamente da garagem. Muito conveniente. Ele avançou com as mãos para as alças do meu vestido. Ronronei um “espera” e disse:
- Vai à casa-de-banho por 2 minutos e terás uma surpresa na cama – e dei-lhe uma mordidela na orelha. Ele foi com um sorriso malicioso no rosto. Estava a gostar.
Tirei rapidamente a Carta de demissão da minha mala e coloquei em cima da cama. Fugi dali para casa do Jorge que já me esperava. Tinha concordado em deixar-me viver lá até assentar a minha vida outra vez.  Aconteça o que acontecer, vou continuar a lutar.
 
Texto escrito para a Fábrica das Histórias

publicado às 23:53

Re-Tratamento

por Closet, em 06.02.09

Não estava numa de escrever, mas pelo menos é uma forma de não me entupir com o chocolate preto que comprei ...

Mesmo esforçando-me, estes últimos dias no trabalho têm sido psicologicamente desgastantes, falar contra uma parede é algo que irrita qualquer comum mortal e, sinceramente, acho que a minha gata de 3 meses consegue ter diálogos mais perceptíveis comigo...adiante.

O fim-de-semana que se avizinha não é propriamente um delírio, já o tenho todo ocupado (para variar), a começar por amanhã ter uma reunião da empresa que me obriga a acordar às 8h... e me ocupa até á tarde...definitivamente a musica dos The Killers adapta-se e eu para ir não sou Human de certeza...sou doida varrida proveniente de outra galáxia... anyway, já combinámos com o director, que hoje até saiu mais cedo para os "ensaios gerais", fazermos uma "onda" na sua apoteótica entrada em palco... what else? Adiante.

Com tal desespero dei por mim na fisioterapia a ouvir uma música dos Da Weasel que, por acaso, até conheço. Estavámos nós a falar na importância da fisioterapia no corpo inteiro (e não, não era para mim, no way, não estou a pensar estender os tratamentos a outras regiões do corpo, era mesmo para um doente que ele trata) e eis que começa a música Re-Tratamento, mesmo a propósito, e ao que parece o Personal Terapeuta gosta da dita...

Admito que quando há uns meses a ouvi pela 1ª vez não lhe achei graça nenhuma, parecia nem fazer o meu género, e nesse dia até estava inspirada e sorria no trabalho... mas afinal a música é mesmo o meu género, diz lá pelo meio que precisa de alguém que lhe dê um Bom Dia com um Sorriso Bem Rasgado - ora com o meu mau humor matinal, eu dou muito valor a esta questão =D... Como sou maleável, lá fui ouvindo mais vezes... e acabei por gostar dela, nem sei bem porquê, na verdade até me irrita o ritmo... mas fiquei viciada, who cares? Estranha a nossa cabeça obsessiva... Ainda não consegui apagá-la do meu mp4, acho que ainda não passou o prazo de validade dela... e hoje vim a ouvi-la repetidamente no caminho para casa. É que até me pareceu bem aquela conversa toda de "dar-lhe um bom banho, vestir-lhe o pijama, fazer uma papinha, metê-la na caminha, ler uma historinha e deixá-la bem calminha"...é assim que me sinto hoje, a precisar que "tratem de mim" :( e que me façam rir , com os maiores disparates se for preciso, é bom rir. By the way, a música também fala nisso, confesso que gosto desta parte "Faz-me rir e eu prometo que não te faço chorar , trata bem de mim e eu bem de ti vou tratar..." ,-) é justo, pra quê mais???
E com isto tudo...fiz um desviozinho antes de ir para casa e aterrei num supemercado - precisava urgentemente de Chocolate Preto ,-))

 

publicado às 23:58

Blog Maneiro

por Closet, em 06.02.09

A minha amiga  Mafalda ofereceu-me este mimo, que é um prémio de Blog Maneiro.

Confesso que andei às voltas na minha cabeça para arranjar inspiração para este prémio, gosto sempre de lhes dar um toquezito pessoal,... mas sorry, Mafalda, "num dá!" Ando um bocadinhozinho grande cansada com o trabalho, muitos códigos, muitas casas decimais, muito Banco de Portugal com frases legais... estou em baixo de forma, pelo que o mimo é muito bem vindo, é como um "colo". OBRIGADA.

 

Bom, e para mim um Blog Maneiro é... um blog que nos inspira o ano inteiro!

Rimou, aha!

E assim dedico o prémio logicamente à Mafalda, e aos seguintes Blogs que gosto:

'Na

umdiadepoisdooutro

miuda

MissM

Cobradeira

Cloudy

Cenas de Gaija

Cleopatramoon

naocompreendoasmulheres

 

Tags:

publicado às 23:28

Códigos

por Closet, em 05.02.09

 Ultimamente passo 90% do meu dia a falar de códigos.

Implementámos uma nova ferramenta de CRM e basicamente temos andado às cabeçadas com... códigos (bom, hoje juntou-se uma agradável discussão sobre casas decimais, que também tem o seu quê de graça..). Na prática é preciso códigos para isto, códigos para aquilo, códigos gerados automaticamente, códigos forçados, códigos errados, falta de códigos, códigos em excesso... códigos.
Eu detesto códigos . Passei por sorte no exame de código, mas não tive o mesmo desempenho no exame de condução, que chumbei à 1ª por... códigos...who cares se a rua era de sentido proibido? para mim cabiam lá dois carros com jeitinho ;)
Confesso que hoje o meu cansaço psicológico foi too much. E é com esforço que me concentro na ideia “o que não nos mata torna-nos mais fortes” e lá vou pensando que aquilo tudo contribui apenas 5% para a minha felicidade, e vou rasgando um sorriso para todos os que gosto, no way, não têm culpa!
Mas voltando aos códigos, o assunto não é tão linear como parece. Posso mesmo dizer que é um problema social. É que comunicamos diariamente por códigos, mas tenho a certeza que nem todos temos o meu dicionário.
Eu passo a vida a enviar códigos... e a receber códigos que não entendo... os meus ficam com certeza a boiar como cartas dentro de garrafas lançadas ao mar, andam à deriva para quem as apanhar, para quem as conseguir ver...
Disparamos códigos. Incontroláveis. Insanos. Sufocantes. É preciso engenho, motivação, para nos conseguirmos desligar.
Porque nem tudo o que fazemos se explica com palavras. Muitas vezes o que fazemos de mais verdadeiro surge em códigos encriptados. São olhares que se entrenham por mais que lutem por disfarçar, mãos que se tocam num desejo louco por se agarrar, um “tudo bem” que esconde um “tudo mal”, um apertar de lábios que se rasga num sorriso desajeitado, um beijo inesperado, roubado por explicar. São códigos. Ás vezes errados, mal destinados, não correspondidos.. por decifar.

E a terapia acabou com os meus phones a ouvir Runway da Avril e a cantarolar no meio da rua até ao carro, havia pouca gente na rua aquela hora, mas de certeza que qualquer vivalma teria mais medo de mim do que eu dela...

E deixo aqui um pouco de um filme, que é cheio de códigos entre dois perfeitos estranhos, "Antes do Amanhecer"... confesso que sou fã e adoro a conversa do video, teria feito exactamente o mesmo que ela, nunca se sabe se o mundo vai explodir amanhã...just in case, o melhor é aproveitar o AGORA ;)

publicado às 23:07

Coincidências

por Closet, em 04.02.09

Hoje voltei ao meu ginásio... já não ía há... pelo menos 2 meses..lá combinei com um colega meu que é dos poucos que anda lá no meu ginásio... é um facto que mal falo com ele, mas sempre tinha uma ajudinha para arrastar a bicicleta de RPM, just in case! Bom, e quando lá chegámos já não havia senhas para a aula.... e a minha conversa com ele já se tinha esgotado no percurso até ao ginásio... fomos para o Cardio Fitness, what else?Curiosamente o meu colega revelou-se falador e dei por mim a ouvir mais do que a falar, coisa rara... entre as pedaladas de bicicleta e as movimentações da elíptica, lá fiquei a saber que tem 31 anos, vive sozinho, gosta de tocar guitarra, gosta de fotografia, queria tirar um curso de culinária e de pintura e adora andar de mota...bom, só faltava falar alemão, dizer piadas e gostar de poesia... no way.. não me parece! É um bocadinhozinho mole..., é informático... wonder why?? Mas é simpático, lá levámos comida para almoçar na empresa, e quando dei conta estava a explicar-lhe como se faz o molho bechamel e o que significa banho-maria :S

Quem também tem 31 anos e estava hoje no meu ginásio era... o meu fisioterapeuta! Não disse que tinha pinta de Personal Trainer? E diz que vai lá todos os dias à hora de almoço fazer musculação...fui dizer-lhe um "Olá" e aproveitei para aumentar-lhe a carga na máquina que é para ele aprender a não me torturar no braço de ferro :P
E o mundo é mesmo um T0, cheio de coincidências...aquele meu Amigo do SMS, que já não vía há 3 anos... e que também tem 31 anos... aterrou na minha empresa e vai lá permanecer nos próximos15 dias! Isto é que foi mesmo uma feliz coincidência, a empresa onde ele trabalha está a fazer um projecto na empresa onde eu trabalho... e viva as empresas! Só por isso já me apetece ir todas as manhãs para lá! Já tomámos uns cafezitos mas ainda não consegui estar sozinha com ele, e lá tenho de gramar com os colegas dele com a minha cara 26... mas amanhã vamos finalmente almoçar... confesso que já ando a enumerar as 300 coisas que tenho para lhe contar destes útimos 3 anos... acho que vou levar um cronómetro para não me distrair e ainda deixar uns minutinhos para ele me contar o que tem feito!! Já estou a vê-lo a olhar para mim com aqueles olhos azuis a sorrir (não são azuis mas para mim são, by the way são esverdeados) e a abanar a cabeça dizendo "O quê? A sério?" Sorte que para ele não tenho de me explicar!

E como nunca tive segredos para ele, vou-lhe contar deste Blog, até se vai rir e vai ver que afinal não mudei nada, continuo desaparfusada =D

'Migo, tenho tantas saudades tuas! Não desapareças mais da minha vida, OK?

Deixo aqui uma música que gosto bastante e dedico a ele. Porque ele é daqueles que não naufraga ;)

Cada Lugar Teu - Mafalda Veiga

 

Sei de cor cada lugar teu
atado em mim, a cada lugar meu
tento entender o rumo que a vida nos faz tomar
tento esquecer a mágoa
guardar só o que é bom de guardar

Pensa em mim protege o que eu te dou
Eu penso em ti e dou-te o que de melhor eu sou
sem ter defesas que me façam falhar
nesse lugar mais dentro
onde só chega quem não tem medo de naufragar

Fica em mim que hoje o tempo dói
como se arrancassem tudo o que já foi
e até o que virá e até o que eu sonhei
diz-me que vais guardar e abraçar
tudo o que eu te dei
 

Mesmo que a vida mude os nossos sentidos
e o mundo nos leve pra longe de nós
e que um dia o tempo pareça perdido
e tudo se desfaça num gesto só

Eu Vou guardar cada lugar teu
ancorado em cada lugar meu
e hoje apenas isso me faz acreditar
que eu vou chegar contigo
onde só chega quem não tem medo de naufragar

 

publicado às 23:48

O meu Óscar

por Closet, em 03.02.09

Boa noite meus senhores e minhas senhores, quero agradecer á Mafalda por me ter oferecido este Óscar. E como ela não me atribuiu nenhuma categoria particular, puz-me a pensar em qual o meu desempenho era melhor...

Á primeira lembrei-me de Melhor Guarda-Roupa, tem tudo a ver comigo, é um facto... mas acho que o vou atribuir a outro Blog.

Revi as várias categorias e achei por bem não fazer a desfeita ao casal Jolie-Pitt, segundo o que me disseram, da última vez que estive com eles, já têm um local reservado para as duas estatuetas de Melhor Actriz e Melhor Actor lá em casa... Actriz Secundária? No way... ou sou principal ou não brinco!! Ninguém gosta de ser secundária por isso deixo este para a Penélope, coitadinha.

Bom, analisando bem, cheguei à conclusão que o meu óscar vai para a categoria EFEITOS ESPECIAIS (visuais, sonoros, whatever). Sim, este é sem dúvida o meu forte, não propriamente pela minha habilidade para tecnologias, forget it... mas pela estranha tendência que tenho em provocar acontecimentos inexplicáveis. Não que me orgulhe sempre deles, na verdade preferia que por vezes nem acontecessem, e eclipsar-me de situações mais complicadas acaba por ser o efeito especial que mais pratico, mas prontos, Just me!! Se não se importarem, gostava que fosse o Ashton Kutcher a entregar-me o prémio pessoalmente, just in case dele já estar farto da Demi Moore, pode ser Mafalda??

Pronto, e agora aqui vão os meus Óscares:

Melhor Filme

Mafalda, é teu! Conserva essa magia e sensibilidade nas palavras que escreves.

Melhor Argumento

Vai para a Cleopataramoon que escreve sobre tudo um pouco.

Melhor Argumento Original e Adaptado

Vai para a miúda para que se lembre que o original é bom, mas quando corre mal é sempre possível fazer adaptações ;)

Melhor Filme de Animação

Vai para a Cloudy  e as suas aventuras de veterinária que me levam às lágrimas.

Melhor Música

Vai para Umdiadepoisdooutro, gosto das músicas que escolhe e pensa como eu "nada como uma musiquinha soft para ver se a coisa vai..."

Melhor Filme Estrangeiro

Vai para o Bagaço Amarelo, porque acho que vem mesmo de outro planeta e é por isso que gosto tanto de ler o que escreve.

Melhor Caracterização

Vai para a Miss M, porque uma mulher de 30 tem de andar bem "caracterizada", by the way eu também devia ter este!!

Melhor Montagem

Vai para a Coisas de Gaija, pela hilariante montagem de textos, pois está claro!

Melhor Guarda-Roupa

´Na, este era para ser o meu, mas como tens menos 10 kgs que eu... mereces! Faz o favor de te pavoneares pela passadeira vermelha com um vestido Channel e uns sapatinhos Prada, sim?

A todos: PARABÉNS!

 

Tags:

publicado às 21:47

Cartão de Fidelização

por Closet, em 03.02.09

Hoje fui colocar o meu fato de ski na lavandaria. Não é que o pense usar nesta época, na verdade não estou a pensar partir mais nada por enquanto, ainda tenho umas 3 semaninhas de fisioterapia para me entreter e com certeza muitos raios X e endossimetrias, ou algo semelhante, para fazer e refazer, pois que nunca é demais olhar para os meus ossos... adiante.

O fato é mesmo para emprestar a uma amiga e lá fui eu a uma lavandaria perto do meu trabalho  fazer aquilo que, acho, é vulgar numa lavandaria - entregar algo para lavar/limpar... ERRADO!

Depois de ter estado mais de 15 minutos á espera, e só tinha um senhor á minha frente, por 3 vezes uma senhora magrinha, baixinha, cerca de 55 anos, ohos esbugalhados por debaixo de uns óculos redondos de armação castanha me perguntou "é para levantar?"... ao que eu lhe respondia "não, é para deixar", "ahhh tem de esperar" respondia a criatura esbugalhada...

Eis que chegou a minha vez, ansiosa larguei o fato e ía começar a dizer o que queria quando a criatura me perguntou "Tem cartão daqui?", respondi logo um "Não" mas a senhora deixando o meu fato completamente ao desleixo disse "Então tem de fazer, diga-me o seu nome" e dirigiu-se para a caixa onde estava uma colega rechonchuda, de cabelo curto encaracolado, cerca de 45 anos, já pronta a digitar o meu nome.

Ora, eu estudei marketing e tentei, com a minha cara mais simpática, a 26, explicar-lhes que não queria o cartão, que estes cartões se destinam a quem frequenta a loja várias vezes e que eu, lamentavelmente, não fazia tensão de voltar lá, pelo menos dentro dos próximos... 10 anos, more or less.

As duas criaturas olhavam-me de cima a baixo, e em alguns instantes cheguei a pensar se seriam reais ou uma miragem... eis que me responderam "Não faz mal, se é a 1ª vez que aqui vem tem de fazer o cartão de fidelização". E ponto final. Nem mais. Aquilo era lavagem cerebral à séria e ainda pensei em contactar a APAV pois as senhoras tinham sido vítimas de tortura psicológica... Give upp... dei-lhes o meu nome e número de telefone, tudo o que queriam... esperei mais 10 minutos até elas encontrarem a letra F no teclado "ah...afinal está aqui...", uau, confesso que tive receio deste teclado ter vindo sem esta tecla...e depois mais 15 minutos para encontrar o fato de ski no menu do PC... chamam outra colega com um grau de inteligência mais sofisticado e, essa sim, encontra, "ahhh não é fato de ski é macaco de ski...como é que não me tinha lembrado?" Wonder why??

Bom... e no fim, cadê o dito cartão?? "Ahhh espere só um bocadinho que a  minha colega vai buscar o cartão lá dentro". Confesso que pensei que seria um cartão sofisticado, já com o embossing do meu nome... e 10 minutos mais tarde... eis que chega a senhora esbugalhada a arfar como se tivesse feito uma maratona, mas sorridente com o dito cartão na mão. "Ora, muito bem, disse que o seu nome era....?" e lá começou tudo outra vez... agora tinha de escrever no cartão... que era mesmo de cartão, que não servia para nada, nem embossing, nem banda magnética, nem código de barras...hello?? Olhei desesperada para a senhora que continuava com os olhos abertos como se tivesse visto um fantasma e acalmei-me...tirei o talão da carteira porque "á e tal, era preciso o número que estava lá escrito", voltámos á lenga lenga do telefone, é a primeira vez sim senhora, e a última também by the way, é só uma peça muito obrigada...espero que sobreviva...

Agora no meio daquela maluqueira toda, nem me perguntaram o queria fazer ao fato, se tinha alguma nódoa,... who cares?? Já tinha o cartão de fidelização...

 

publicado às 00:46

Bolas de Pêlo

por Closet, em 02.02.09

E como este é um Blog público, cabe-me também fazer a minha missão de divulgar causas importantes. Eu adoro animais, eu própria adoptei há 2 meses uma gatita que se pespegou à minha porta com os olhos enramelados... e não imaginam a quantidade de coisas que já consegiu partir com as suas correrias loucas, parece o Speedy Gonçalez, e temos de a fechar sempre que queremos levar algo de comestível boca, e já descobriu onde é o botão de shutdown no meu PC e ... usa-o! Ela é que manda, e já pôs a outra gata de 10 anos a correr da sua cama, no way, é a rainha da casa!! Uma verdadeira felina a minha Avril, ADORO-A!

Bom, mas venho divulgar umas verdadeiras bolas de pêlo, não miam, mas ladram. Foram abandonados na Beloura (Cascais) e são duas ninhadas. Quem tiver um colo para dar e queira receber em troca muitas lambidelas...entre em contacto com Salomé sletras@timeout.pt eu não conheço mas pediram-me para divulgar este contacto.

ão, ão, ão!!

 

 

 

 

 

publicado às 23:59

Undiscovered

por Closet, em 01.02.09

Ontem foi o casamento de uma amiga minha, é certo que com a nossa idade estes eventos de amigos já não abundam, mas este aconteceu! E então sendo o noivo repetente...mas ele apareceu mesmo e disse o SIM. Pelo menos foi o que me disseram, e eu acredito, é que na verdade cheguei um bocadinhozinho atrasada, é que o meu querido Pai, que é um verdadeiro GPS em pessoa, garantiu-me que a Igreja era exactamente naquele sítio...errado, claro! Bom, ela não soube (thank God, era uma mulher morta), e como vai estar 1 mês de lua-de-mel na Nova Zelândia, não corro riscos que leia este post! Claro, que o meu grupinho fez votos de segredo e nem sob tortura revelam este pormenorzinho... 

By the way, é com estas minhas amigas, por tudo o que já passámos juntas, que eu me sinto muitas vezes em verdadeiros episódios do Sex and the City. E lembro-me disto porque esteve a dar um filme com a Sarah Jessica Parker e o divinal Matthew McConaughey "Como despachar um encalhado" sim, sim, muito intelectual, aliás, acho que ganhou 3 óscares ;). Basicamente ela é especialista em dar autoconfiança aos homens, fazendo-os apaixonar-se por ela, de forma a retirá-los de casa dos pais. Nesse mesmo filme, os pais do Matt perguntam como é que ela tem a certeza que o filho vai-se apaixonar por ela, ao que a Sarah responde que é fácil, basta estar sempre cheirosa e deslumbrante, descobrir o que ele gosta e fingir gostar também, conhecer e ser aprovada pelos seus amigos, deixá-lo dar-lhe um apoio emocional, deixá-lo ensinar-lhe algo e, voilá, got it .... confesso que achei graça, até porque no final o nosso Matt chama-lhe... fraude. Mas será mesmo? Quem é que às vezes não finge um pouco, por necessidade, para conseguir algo, para não magoar alguém? Quantas vezes eu dou por mim a "representar"...it's a crazy world...

E voltando ás minhas amigas(by the way NÓS estávamos um MUST...lol), ontem tivemos uma episódio  memorável digno do Sex and the City (não sei bem qual é a minha personagem, mas a Carrie com o seu fantástico fashion look fica-me bem!!), não só pelo dia em questão em que o Mr Big contrariou o filme e casou-se à primeira, mas por outras coisitas só nossas :)

Amigas, sei que lêem isto aqui, ADORO-VOS, cada uma com a sua maneira muito própria de ser, tenho aprendido muitas coisas convosco, e uma delas é que o meu planeta cor-de-rosa só existe na minha imaginação...no problem! Vocês andam por cá também! E ontem divertimos-nos imenso (confesso que hoje o meu dia começou com uma água do vimeiro... but I'm fine!).

Fica aqui um "pensamento" sobre o que as pessoas são ou aparentam, sobre o que interessa realmente sobre uma pessoa e aquilo que é apenas acessório...no matter what ;)

Eu conheço-te. Não sei se de hoje se de há muito tempo, mas o importante é que sei que te conheço. E aquilo que me prendeu a ti vai perdurar no tempo, vai resistir a tempestades, vai emergir num deserto. Mesmo que pareça encoberto, escorregadio, não é abalado por circunstâncias do caminho que nos separa. Não estás perdido, não estás diferente. Para mim és o que os meus olhos sentiram a teu lado, o que o meu coração sentiu ao tocar-te. Tu és aquilo que eu sinto por ti. Nada mais.

Bom, e fica aqui uma música que adoro, e tem uma letra liiiinda. Enjoy!

 

publicado às 21:57

Pág. 3/3



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Fevereiro 2009

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728