Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Memória Rasgada

por Closet, em 16.01.09

Sempre que vou a caminho da Fisioterapia tenho a sensação que vou para uma sessão de psicanálise. Não que alguma vez tenha ído a uma, pelo menos conscientemente (embora já tenha estado num sofá a dizer uma monte de disparates para um estranho, forget it...), nem que o meu Personal Terapeuta se interesse por tais assuntos do meu cérebro. Mas estando lá 1 hora sentada, obviamente não consigo estar de boca fechada... Hoje começámos a falar “finalmente hoje esteve sol à tarde”, “ah que saudades do sol, estou farto de chuva”, “ah e tal, eu já tenho saudades do verão e da praia”, “ah e tal, eu tenho é saudades de fazer surf” e na onda das saudades começa-se a divagar sobre a chatice de sentir saudadesah e tal, ainda vai ter saudades de sair do trabalho a estas horas”, bem verdade, by the way, um luxo, as massagens até são boas, e são comparticipadas, “ah e tal, até vou ter saudades delas mas não das dores da tortura”, “ah e tal, vou ter saudades de ouvir o seu refilanço”, “ah e tal, eu passo por aqui de vez em quando e trago-lhe um bolito”, "ah e tal não é a mesma coisa, não tem dores por isso não há refilanço”... good point... é quando as coisas mudam que temos saudades. Do que tivemos, do que fomos, do que fizemos.

E hoje estou particularmente saudosa, recebi umas fotos do casamento do namorado que tive antes do meu marido. Foram 4 anos, éramos amigos, péssimos namorados, mas excelentes amigos, e já não o vejo há.... 12 anos. Não há nada pior que a teimosia e o orgulho... e quando estes dois se juntam está tudo estragado... e não estou a falar de mim, porque se há coisa que não sou é orgulhosa, já teimosa... Adiante...fiquei feliz por ele finalmente se ter casado (confesso que já tinha um peso na consciência), revi alguns ex-amigos, fiquei nostálgica, e o facto de me ter enviado as fotos e assim eu não ter ficado a saber os pormenores do evento pela mãe, que ao contrário dele quis continuar a ver-me... é um passo em frente, pode ser que já me passe a atender o telefone...é que nestes 12 anos comunicámos apenas por e-mail e sms... e uns monólogos meus no gravador de mensagens... pfff, homens. E este já tem quase 36...velhíssimo!!
Eu sei, Life goes on, não podemos reviver o passado, a vida é o Aqui e Agora, mas a verdade é que a memória não é rasgável, como me disse uma pessoa que eu também perdi com as minhas parvoíces. Posso rasgar os papéis que quiser, apagar os nºs de telefone e as moradas, fechar os olhos para não ver, mas a memória é nossa inimiga e grava o que realmente fica em nós.
Há muitas coisas, muita gente, de que tenho Saudades, pronto, e apetece-me gritar:
TENHO SAUDADES
da minha equipa de volei, de andar de barco à vela, de ir às 6h da manhã para Coimbra, do Campo de Férias em Doñana, das férias a acampar com a minha Best Friend, de cantar com o meu grupo Delfins, da minha irmã contar-me à noite o filme que viu, de jogar ping-pong e das matinés, de estudar com um amigo que perdi, das saídas à noite até de manhã, das confusões em que me metia, de almoçar com o meu grupinho de amigas do trabalho, de olhares, de sorrisos rasgados, de gestos únicos, de palavras alegres, sentimentos puros, de cartas trocadas, beijos inesperados, roubados, inesquecíveis, de conversas, de e-mails ridículos e sms divertidos, de esplanadas e de imperiais ao fim do dia, do por do sol no mar, hoje até tive saudades de uma cadeira vazia..., não queria ter saudades, mas tive, que chatice...

Não queria ter saudades, mas tenho, de tudo, tuas, minhas, irrita-me, e acima de tudo, tenho saudades do tempo em que nem me apercebia que a palavra saudades existia...

E aqui fica a música "escolhida" pela Mafalda, a Ivete Sangalo no seu melhor, Liiiinda! Vou pedir ao meu colega para me gravar ;-)

DEIXO - Ivete Sangalo

Eu me lembro sempre
Onde quer que eu vá
Só um pensamento
Em qualquer lugar
Só penso em você
Em querer te encontrar
Ah! Ah!
Só penso em você
Em querer te encontrar

Lembro daquele beijo
Que você me deu
E que até hoje
Está gravado em mim
Quando a noite vem
Fico louco pra dormir
Só prá ter você
Nos meus sonhos
Me falando coisas de amor
Sinto que me perco no tempo
Debaixo do meu cobertor

Eu faria tudo
Prá não te perder
Assim!
Mas o dia vem
E deixo você ir...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:08

Sobre...

por Closet, em 16.01.09

uma reportagem que saiu na revista Elle de Fevereiro - tema Ligações.

Confesso que devoro as páginas iniciais sobre moda, estilo, tendências e cinema e as finais sobre cremes e maquilhagem, mas no caminho para casa fiquei sem bateria no mp4 e decidi entreter-me com os artigos do meio. Passei o Teste ao Ego que nunca tive paciência para tais disparates, as irmãs Cruz, a importância de às vezes se dizer mentiras (este até tem graça) e pouco depois...Ligações mais ou menos perigosas, qual o motivo que leva a um caso extraconjugal... Parece que uma expert reuniu 17 motivos mas a Elle fez o obséquio de nos presentear com 6, provavelmente os mais importantes segudo a revista,..são eles: "auto-afirmação", "vingança", "curiosidade", "casualidade", e agora os melhores, "tédio" e "distracção". Deve ser assim, "estou aborrecida, vou-me distrair..."

Sem dúvida que escolheram os melhores... eu provavelmente não teria tanta imaginação, pensaria talvez "porque conhecem alguém especial, porque se apaixonam"... mas seria muiiito estranho, certamente. Pronto. É assim o que nos vai no coração.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:03


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Janeiro 2009

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031