Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Air I Breath

por Closet, em 05.10.08

Hoje à tarde vi um filme como já não via um há muito tempo, aconselho vivamente, apesar dos gurus dizerem que é pretensioso, blá,blá, blá, eu nunca concordei mesmo com aquela gente, devemos ser de planetas diferentes.... Chama-se “O ar que respiramos”, no original “The Air I Breath”, estreou em Setembro e como não é muito comercial já só está em exibição em 3 salas, apressem-se!

A história, em forma de filme-mosaico, baseia-se num antigo provérbio chinês que divide a vida em quatro pilares: felicidade, prazer, tristeza e amor. Mostra as emoções que colidem e explodem num destino ora de doce-tristeza ora de trágica-felicidade, mas em que cada um pode ser a peça que falta do puzzle. Adorei a mensagem que, apesar de dramática (e acreditem que não é nada o meu género), era muito bonita e sentida. Faz-nos pensar a força que tem o que pensamos ser o nosso destino e na capacidade da nossa "fúria" quando, por vezes, queremos mudá-lo. Um homem que fez sempre aquilo que lhe disseram ser essencial para ser feliz, e que vê que mesmo assim não o é, e decide arriscar tudo. Um gangster que tem o karma de prever o futuro e que goza de um prazer inexplicável quando perde as suas visões, sente finalmente a vida na sua beleza e na crueldade imprevisível. Uma cantora pop frágil que vê morrer tudo o que ama mas que acaba por salvar alguém. E um médico que luta desalmadamente contra o relógio para salvar o amor da sua vida, à beira da morte, mas de quem é apenas amigo. E todos se encaixam estranhamente uns nos outros. Deixando a mensagem: “sometimes the things we can’t change, end up changing us”.
Quem já deve estar preocupado por este meu rasgo de cultura, desengane-se, porque se há coisa que eu não sou é ecléctica (já esquelética ando a esforçar-me!). Relaxem porque hoje para começar bem o dia vi, pela 2ª vez, o filme “The Sweetest Thing” com a Cameron Diaz. Como tive de escolher um DVD de oferta no Clube de Vídeo, nem hesitei quando vi o dela. Não é por ser alta, magra, loira e de olhos azuis (claro que ajuda, é um facto) mas definitivamente adoro-a e faço questão de ver todos os filmes dela. E este, por mais tonto que seja, porque é e muito, ela dança imenso e faz aquelas bocas em forma de estrela parecidas com o boneco :-* acho que finalmente encontrei quem foi a verdadeira inspiração deste símbolo!!! Para quem já viu o filme, digo-vos que adoro a cena em que ela dança a dança do macaco com as mãos atrás do pescoço, com aquele horroroso tipo muçulmano. Imperdível, com a crítica a favor ou contra, bom... nem devem saber que este filme existe! Se quiserem até podem ir ao site e fazer um teste com a Cameron “How far would you go?” o que estão dispostos a fazer em nome do amor? E apaixonem-se também por ela!
Estão a ver, a loira que há em mim, mesmo com o tempo a escurecer-me o cabelo, jamais desaparece! Deixo o link 
 http://www.sonypictures.com/movies/thesweetestthing/

E agora uma música do filme que hoje me encantou.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:17


Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Outubro 2008

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031