Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Começar de novo :)

por Closet, em 06.01.09

Está na altura de começar de novo:)

está nos mupies da revista Happy por todo o lado e... parece-me bem. Dei por mim a pensar se isso não se aplicava a tudo na vida. Aos relacionamentos entre as pessoas. Ao Amor.

Tive conhecimento através deste blog nãocompreendoasmulheres de um estudo que prova que o amor pode durar para sempre. É mesmo assim, o estudo feito com um scanner cerebral prova que casais juntos há mais de 20 anos são capazes de manter a chama da paixão tão acesa como em relacionamentos recentes em que esta fulmina nas veias. Como? Dopamina. Nem mais. Parece uma droga, é certo, mas ao que dizem é um neurotransmissor libertado por células do cérebro associado às sensações de prazer. Este estudo contraria outros que defendm que ao fim de dez anos "a química" pura e simplesmente já não existe e ainda outros mais dramáticos chegam a dizer que a paixão dura no máximo 3 anos e na maioria dos casos 6 a 9 meses....

Confesso que quando vi isto da Dopamina pensei logo sobre esta minoria feliz as seguintes hipóteses:

- ou são tarados sexuais, e então produzem muito daquilo

- ou vão arranjando ambos amantes fogosos, e produzem muito daquilo

- ou os cientistas passaram-se e andaram a snifar qualquer coisa a que deram este nome pomposo

Bom... mas mesmo assim puz-me a pensar no assunto... e isto de uma loira de sardas pôr-se a pensar tem muito que se lhe diga :P

E então fez-se luz quando li no blog da 'Na um excerto do livro da Margarida Rebelo Pinto sobre os príncipes encantados. É que reconheci uma série de verdades e a maior delas é que por vezes somos umas eternas insatisfeitas e temos o nosso príncipe mesmo à frente e não o vemos... porque inventamos que queremos sempre o que não temos, e o que não temos agora parece ser o mais importante do mundo, e na volta é um sapo verde e de pele viscosa, sem graça nenhuma... compreender isto abana o chão de qualquer uma e eu confesso que já andei baralhada e perdi tempo demais a pensar. Anyway, concordo absolutamente com o texto, apenas lhe acrescentava algumas coisinhas como por exemplo "o príncipe encantado é o homem que nos dá banho, seca o nosso corpo e ajuda a secar o cabelo"... mas isto, claro, a Margarida não podia adivinhar porque não partiu o pulso ;)

Acho mesmo que o segredo das relações duradoiras, quais scanners cerebrais e neurotransmissores, forget it, é mesmo saber começar de novo, as vezes que for preciso.

E agora vou bebericar um chá quente no sofá junto à lareira enrroscada no meu príncipe, se não se importarem, claro!

 

E aqui fica o Hero do nosso Enrique que, acredito, também despoleta quantidades exorbitantes de Dopamina no cérebro de muita gente! O próprio do Enrique, não tanto o Leonardo, que também é engraçadote mas aqui está apaixonado pela Kate, sorry!

 

publicado às 22:35


10 comentários

Sem imagem de perfil

De Diogo a 07.01.2009 às 09:52

Ora bem...antes de mais obrigado pela prenda, gostei sim senhor.
E gostei ainda mais do postal do picasso...Todos temos um outro "eu"; bem verdade, anyway.
Quanto ao post, a possibilidade de um amor ser para sempre não me surpreende, acho que qualquer pessoa pode amar para sempre, afinal não tem necessariamente de ser aquele amor louco, a meu ver existem várias formas de se amar uma pessoa, mas isso sou eu.
Há pessoas que independentemente do sexo; caricias; paixão; loucura; desejo e so on, já deixaram cá a marca e que façam o que fizerem, vão ser sempre amadas por algo que fizeram melhor que ninguem...mas isso sou eu...
Bom bjihos bjinhos...
Imagem de perfil

De Closet a 07.01.2009 às 22:14

You're welcome :)
sim...este assunto dava um belo talk show na Ophra... com os cientistas a mostrar os scanners e tudo!! Tretas... 'bora lá não ligar o complicómetro que corre tudo melhor!!
Beijocas
Sem imagem de perfil

De Miss M a 07.01.2009 às 10:10

Não sei se isso é verdade, mas também sou ainda nova para poder confirmar alguma coisa. Durante os primeiros anos de juventude tive relações sérias, que eu achava que seriam para sempre e, depois, ao chegar aos 3 anos de relacionamento, já nem os conseguia ver à frente. Comecei a achar que era o meu karma.
A minha relação actual já vai nos quatro e meio e parece-me ir no bom caminho. Mas para sempre não é muito tempo?
Imagem de perfil

De Closet a 07.01.2009 às 22:18

A táctica é não contabilizar os anos :)
Foi uma decisão que tomei recentemente quando fiz 34 anos. O nº não me pareceu bem, virando ao contrário ainda era pior,... estou casada há quase 9 anos e namorámos 4, o que faz 13, brrrr... é muito ano... vou deixar de contabilizar, no dia de aniversário de casamento é apenas "o aniersário de casamento" e basta para festejar!!
Bjs
Imagem de perfil

De umdiadepoisdooutro a 07.01.2009 às 10:43

Tens muita razão!
"Queremos sempre aquilo que não temos, e o que não temos parece ser o mais importante do Mundo", só para nos parecebermos que quando finalmente o temos afinal não era mesmo nada importante.
Olha que este teu post e como consequência o da Na me fez pensar bastante...
E olha que quem ajuda a dar banho, seca o corpo e o cabelo é concerteza um principe encantado. Sorte a tua que sabes que o tens.
Beijinhos.
Imagem de perfil

De Closet a 07.01.2009 às 22:24

Nem mais! Mas ás vezes todos precisamos de um abanão, de bater na parede (eu bati no gelo, mas pronto :D), para dar-mos valor ao que temos... somos exigentes, somos humanos! Nunca é tarde para mudar as coisas, pedir desculpas, voltar atrás e essencialmente sermos sinceros connosco. Acho eu!
Bjs
Sem imagem de perfil

De psoquevemdepois a 07.01.2009 às 21:18

Realmente passado 20 anos a chama da paixão manter se acessa como relacionamentos recentes.....não vou dizer que será mentira porque se dizem que é possivel...quem sou eu?????
Agora um amor eterno...isso sim "hoje"acredito nisso....desde que haja um respeito mutuo,um carinho,uma admiração,uma preocupação "saudavel"....tudo isto são ingredientes para que o amor se mantenha eterno não com aquela fogosidade toda que há de inicio mas a isso eu chamo paixão....depois o resto é amor
Beijocas grandes
Imagem de perfil

De Closet a 07.01.2009 às 22:33

Essas definições de Paixão e de Amor ainda são descobertas arquológicas que estou a investigar :)
Mas seja o que for, é bom e que dure!!
Beijocas
Imagem de perfil

De `Na a 07.01.2009 às 21:56

Não podia estar mais de acordo com o que está escrito. Por favor não tentem explicar cientificamente o amor, não lhe atribuam neurotransmissores (asseguro que a dopamina não é uma droga e q todos a produzimos em maiores ou menores quantidades) nem lhe tentem dar forma em TACs ou RMFs. O amor faz-se dos pequenos gestos do dia-a-dia, precisamente nesses pequenos nadas que são tudo, como por exemplo lavar as costas e secar o corpo:) è este o amor que pode durar para sempre e, pronto, produzir dopamina (só pra os investigadores mundiais que leêm isto não ficarem tristes).
Beijos e felicidades
Imagem de perfil

De Closet a 07.01.2009 às 22:35

É... eu também acho que os cientistas exageraram desta vez... scanners no cérebro para medir o Amor??... Loucos. Precisam de ir a um psicólogo, certo?
Bjs

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Janeiro 2009

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031