Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Destino

por Closet, em 04.11.10

 

Há um destino. Malfadado. Escrito a uma tinta invisível.

Uma história de cordel com os ultimos capítulos esquecidos por quem não os quis escrever.

Inacabada, dramática, de amantes desmembrados por palavras mortas de amor.

Como um fio de arame farpado que rasga, sangrento, e os prende ao vento sem direcção.

Assim oscilam eles, vagabundos, numa realidade ficcionada sem escritor.

 

Há um caminho que procuram a vida inteira, sem encontrar.

Estreito, sinuoso. Secreto.

Distantes, examinam os corpos que jazem feridos. Por curar.

Das chagas que os queimaram.

Lambem-se, um ao outro. Por palavras doridas que extraem dentro de si, sem falar.

 

Há uma distância que os persegue, num percurso holográfico.

Repetitivo. Assustador.

Um cansaço que invade cada segundo que passa.

Numa luta inglória. Numa espera insuportável.

Como um caminhar solitário num chão frio numa busca incessante de calor.

Perseguem cegos as palavras moribundas que trazem na pele vestidas,

Numa embriaguez perpétua de desejo, de paixão e amor.

 

Há um destino, um caminho e uma distância.

Há desejo, paixão e amor.

 

 

publicado às 00:10



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Novembro 2010

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930