Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Click!

por Closet, em 22.10.10

 

Segundos de olhares raspados.

Prenderam-se num momento único. Click! Como o disparo de uma máquina. Os dele, escuros, ousados, perfuraram os dela, vagabundos e tristes.

Pousaram um no outro magneticamente, fotografaram-se. Click! Envergonhados, baixaram-os fingindo não perceber.

Não resistiram e, embaraçados, um e outro, voltaram a olhar-se apressados, raspando o olhar outra vez.

Click! A melodia de um olhar que se prende e queima, um momento que incomoda tanto como faz apetecer. E viram-se os dois a desejar mais uma vez o olhar penetrante, que raspava o desejo de conhecer.

Que loucura, pensaram ambos. E olharam para o lado, pegaram no telefone, rodaram-no entre os dedos inquietos, disfarçando o que lutavam para esconder.

Click. Desistiram ofegantes, incendiados por querer.

Olharam-se, já com uma naturalidade audaz, de quem não se importa e nada teme. Como um manequim que desfila confiante por prazer. Sem pestanejar, os olhos desfilaram sozinhos, peregrinos e destemidos, percorrendo já o rosto em seu redor. Ele tinha uns lábios finos, cabelo ondulado e uma barba por fazer. Ela pressionava os lábios rosados, e mexia no cabelo liso comprido, sorrindo sem saber. 

Aqueceram-se mutuamente, num diálogo demorado que só o silêncio compreende. Preencheram, com o olhar, o vazio das suas almas apáticas, que se rasparam petrificadas naquele entardecer. Desaguaram, um no outro, num olhar inocente.

Amaram-se, no olhar cruzado em fogo, preso numa imagem de raspão. Fotografada com cor. Brilhante e quente, eterna, guardada pelo calor da ilusão.

publicado às 00:10


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Outubro 2010

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31