Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Esqueço

por Closet, em 16.10.10

 

«Esqueço o tempo. O tempo esquece-me. As palavras descem dos céus e banham-me. Lembro-me de ti. Enquanto escrevo, o tempo derrama a tinta da tua pele na folha vazia. E o meu peito que dantes ardia volta a ser teu. Só teu. O meu coração volta a ser teu. Poisa novamente nas tuas mãos para tu o abrires. Para tu o dilacerares. E então beijas-me. Os teus lábios são a folha de papel. E eu bebo o teu sal, o teu mel, lentamente, nos meus lábios gretados, nos meus olhos cerrados, eu vejo-te nos braços do vento a dançar para mim. E a noite não tem fim.(...) Esqueço o tempo. O tempo esquece-me em ti. Abraça-me nos teus laços apertados, na tua casa sem portas nem janelas. Sem paredes nem telhados. Abraça-me nesse tua casa cheia de sonhos mal fadados, onde eu tantas vezes sonhei. Onde eu teantas vezes me perdi, tantas vezes nos teus braços compridos e quentes me encontrei. Onde te amei. Onde te encontrei demoradamente no tempo. Como se ama sem se ver. E se cega de tanto olhar.(...).

Pedro Lucas in Contos da Casa da Imaginação

publicado às 22:20


Comentar:

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Outubro 2010

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31