Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fábrica de Histórias

por Closet, em 04.03.12

 

 

Cumplicidade

 

- O que achas que me falta?

 

Sara estava sentada com os pés enterrados na areia enquanto olhava fixamente a linha do horizonte. Amparando as suas costas, Afonso envolvia-lhe o corpo com os braços, como se a segurasse de um abismo. Com os lábios, percorria-lhe suavemente o pescoço e aquecia-a com a sua respiração que a acalmava.

 

Sara repetiu a pergunta, voltando a cabeça e olhando-o nos olhos:
- A mim, o que achas que me falta?
- Cumplicidade - Sussurrou numa voz grave, junto ao seu ouvido. 
- Cum-pli-ci-da-de.
Soletrava como se fosse uma palavra desconhecida.

Recostou-se de novo, encaixando-se no seu tronco como numa concha. E nesse calor, por momentos, quase se esquecia que existia.
- Talvez seja isso, Cumplicidade. Como num assalto por exemplo, cumplicidade é... Confiar no outro? Planear em conjunto, ser especialista em algo que falte ao outro? Não estou a conseguir chegar a lado nenhum, acho que não é nada disto...

 

Afonso enrolou-a nos seus braços, como uma onda do mar. Beijou-a sofregamente, não lhe dando qualquer hipótese de se afastar. Era um beijo tão intenso, como inesperado, parecia devora-la, tirar-lhe completamente o fôlego.

- És sempre assim violento, como a beijar? – Perguntou-lhe entre o seduzida e o assustada -  Tenho a sensação que eu sou um rio calmo e tu um mar agitado, com ondas altas e correntes fortes que me impedem de nadar em qualquer direcção.

Afonso sorria atrapalhado:

- Sabes que todos os rios desaguam no mar?

 

Sara abrigou-se novamente no seu corpo quente, enrolando-se nos braços que a envolviam. Fixava o olhar no horizonte onde as estrelas já povoavam o céu com pontinhos brilhantes e o mar espelhava o brilho da lua.

- Acho que Cumplicidade é…partilhar segredos, desejos, frustrações... É esse "partilhar" espontâneo não é? Que se alimenta dele próprio, incapaz de se esgotar. Num filme ouvi que a maior magia no mundo é o pequeno espaço criado entre duas pessoas, a tentativa de se compreenderem e de partilharem algo.

- Acho que sabes o que é cumplicidade. Pode também ser energia, ou uma química, aquela parecida à do prazer, a vida é simples Sara. E seja um beijo doce do rio, ou salgado do mar, podes agora beijar-me?

 

- CORTA! Acho que ficou bem, temos só de repetir a cena do beijo, quase lhe arrancavas um lábio Pedro!

 

 

Escrito para a Fábrica de Histórias

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:54


4 comentários

Sem imagem de perfil

De T. a 05.03.2012 às 00:15

o toque final de mestre, que és tão tu!

Adorei...
Imagem de perfil

De Closet a 12.03.2012 às 01:22

não tinha reparado que não tinha respondido upsss!! 
pois sabes que os finais são aquilo que mais me fascina, ainda não percebi bem porquê, se é bom ou mau, mas pronto!
Beijo
Imagem de perfil

De Ametista a 18.03.2012 às 04:16

Gostava tanto de ir a um cinema ao ar livre.. será que ainda há algum algures por aí?
Adorei o teu 'take' :)

Imagem de perfil

De Closet a 19.03.2012 às 01:42

Eu nunca fui, e só vi mesmo em filmes :( 
Porque acabam com as coisas boas?? 
Beijinho

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Março 2012

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031