Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fábrica de Histórias

por Closet, em 08.01.12
se não conseguirem visualizar, está aqui
Linguagem do amor

Era ali que o seu dia ganhava vida.

No exacto momento em que ela chegava, com os seus vestidinhos curtos, o cabelo apanhado de lado com dois ganchos e um rosto que iluminava tudo à sua volta. Sentava-se na outra ponta do banco de jardim e lia um livro com os phones nos ouvidos. Não falava, não o ouvia, apenas sorria.

Ele voltava todos os dias à mesma hora, esperava ansioso a sua companhia, e a cada dia sentava-se um pouco mais perto. Gesticulava qualquer coisa, muitas vezes sem sentido, para chamar a atenção dela. Ela sorria sempre, e ele percebia que aquele sorriso o estremecia, que o mundo ficava diferente, ela trazia-lhe uma nova melodia.

Na impossibilidade de arrancar uma palavra que fosse de resposta, ou de sequer ser ouvido, ele arranjou uma forma de lhe transmitir tudo o que sentia. Palavras escritas num post it, colados em cima uns dos outros, ele perguntava e ela respondia.

gostava de te ver outra vez

se quiseres eu volto sempre à mesma hora

Eram palavras escritas, que brotavam entre olhares cúmplices e risos, tão simples como verdadeiras, transmitiam o que mais intenso sentiam. A atracção que os seus sorrisos provocavam, a magia que os envolvia.

Um dia ela mostrou-lhe a música que ouvia sempre. Um som diferente do que ele imaginava, era o silêncio profundo onde ela vivia, que a rodeava. Ele ficou confuso, mas o sorriso dela, aquele que o fascinava, permanecia ali diante dos seus olhos. O calor do seu corpo ainda o estremecia. Na verdade, nada do que sentia tinha mudado. Eles comunicavam por uma linguagem que não precisava de ser falada ou ouvida.

continuas a ser bonita

Escreveu de imediato num post-it que colou, firme, por cima de tudo o que já antes tinha escrito.

 

Texto escrito para a Fábrica de Histórias

 

[The Jubilee Project makes films for good causes. This film was produced to raise awareness and support for the American Society for Deaf Children. www.jubileeproject.org]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:07


6 comentários

Sem imagem de perfil

De T. a 09.01.2012 às 00:52

Há sorrisos que não precisam de palavras para nos envolverem.

Gostei muito...

beijinhos
Imagem de perfil

De Closet a 09.01.2012 às 01:38

Diria mesmo que são os melhores sorrisos :) e, na verdade, as palavras por vezes até atrapalham!
Obrigada e beijosssss
Sem imagem de perfil

De Natacha a 11.01.2012 às 00:41

Há uma música que faz parte das minhas memórias mas da qual não sei o nome ou quem canta, mas que eu cantei muito na minha adolescência e que falava assim: "Silence speaks a thousand words" :)


Beijinhos, Sónia
Imagem de perfil

De Closet a 13.01.2012 às 00:43

aiii Natacha, só vim agora aqui, agora é quase uma visita semanal :) não sei qual é essa música humm... temos de perguntar ao T.:)
Beijinhos
Imagem de perfil

De Ametista a 21.01.2012 às 17:52

Ternurento q.b. onde os sentimentos puros imperam. Raro acontecer..

Um abracinho grande, closet
Imagem de perfil

De Closet a 27.01.2012 às 21:34

um abracinho apertadinho querida Ametista :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Janeiro 2012

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031