Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Fábrica de Histórias

por Closet, em 26.11.11

Il telescopio de Magritte

 

Corrente de ar

 

Há pessoas que entram na nossa vida como uma enorme corrente de ar.

Atiram-nos com violência contra a parede, sacodem o nosso corpo inerte, arrepiam-nos a pele fria.

Como um vento forte que nos atinge assim de repente, nem percebemos como chegou ou de onde vem. Mas, ao fim de algum tempo, sentimos que ele nos liberta os pulmões numa lufada de ar fresco. São as palavras que se trocam num latejar permanente do que mais profundo existe em nós latente. As dúvidas, os segredos, as angústias e frustrações. Abrimos o peito sem medo e inspiramos devagar, cada partícula de ar que nos invade. Cada incerteza que afogámos nas entranhas do corpo descrente. Cada desejo que abafámos, amarrámos em cordas de gesso opaco e duro. E no cubículo escuro onde solitariamente nos fechamos, vemos novamente cor.

Respiramos tão sofregamente aquele ar que nos trespassa a alma e abana o corpo frágil como uma folha de papel. Sem notar, deixamo-nos levar por essas pessoas mágicas que nos enlaçam em doces fantasias, pinceladas de mel. Num arrastar suave, como num compasso de dança, deslizamos sugados pelo vento na direcção do parapeito da janela. Para decidir se queremos partir ou ficar. Tão assustados como atraídos, ficamos ali paralisados a contemplar, numa espécie de vertigem, tudo o que para além daquele limite podemos alcançar.

Até que uma nova rajada de vento atira-nos brutalmente ao chão, desprevenidos. E ficamos eternamente na dúvida, se a deixamos aberta, ou se a devemos fechar.

Há pessoas que entram, acidentalmente, pela nossa janela e nos atravessam como uma enorme corrente de ar.

 

Texto escrito para a Fábrica de Histórias

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:02


11 comentários

Sem imagem de perfil

De T. a 26.11.2011 às 03:56

Há tempos que li esta frase, naquele mítico livro que comprei, e que me fez lembrar de ti. E não sei porquê faltava-me descobrir o sitio onde encaixava no puzzle. Ora aqui está o espaço dela: "Há pessoas sem prazo de validade.(...) Podemos lê-los hoje, ou amanhã, duas horas antes das refeições, ou deitados num sofá, e tocam-nos sempre. E alargam-nos os neurónios, e fazem melhor à alma do que as vitaminas. e ás vezes dão-nos, finalmente, a autorização de que precisávamos para chorar. Outras fazem-nos desconfiar:« de onde é que este tipo me conhece?». Mas valem sempre a pena ler(...).
Desculpa a extensão...beijos
Imagem de perfil

De Closet a 27.11.2011 às 01:43

Ahh como eu gostava de não ter prazo de validade, de não ter prazo, ponto! Tudo o que implicasse um calendário, eu dispensava! Obrigada por me leres, até mesmo de madrugada e ... cá estarei sempre como uma boa vitamina :) vais ver e um dia eu ainda curo alguém sem saber!!
Beijinhossss
Sem imagem de perfil

De SDaVeiga a 27.11.2011 às 23:31

Muito bonito.
Uma descrição perfeita de como me sinto a ler os vossos textos: "Tão assustados como atraídos, ficamos ali paralisados a contemplar, numa espécie de vertigem, tudo o que para além daquele limite podemos alcançar."
Imagem de perfil

De Closet a 28.11.2011 às 19:17

Obrigada Sónia!
Tudo o que está além do limite, do nosso chão, assusta sempre tanto como nos atrai, não é? Mas ás vezes, precisamos de voar!
beijinhos
Imagem de perfil

De viajanteintemporal a 28.11.2011 às 00:11

Lindo! Lindo!
Um beijo grande

 
Imagem de perfil

De Closet a 28.11.2011 às 19:34

Beijo! Beijo!
enormeee :) obrigada!
Imagem de perfil

De Ametista a 28.11.2011 às 02:46

Fiquei sem capacidade para comentar..
Simplesmente lindo :)

Um grande beijinho
Imagem de perfil

De Closet a 28.11.2011 às 19:34

Obrigada Amestita, aposto que esta sensação deve ser-te familiar ;)
Beijinho grande!
Imagem de perfil

De Ametista a 28.11.2011 às 20:42

Muito familiar mesmo..
Adoro ler-te, closet :)

Abracinho
Sem imagem de perfil

De Natacha a 29.11.2011 às 12:10

Estas pessoas existem mesmo e tu tens a capacidade de passar para o papel as sensações exactas que nos proporcionam. Não foi há muito tempo que senti tudo isso que tão bem relatas :)


Lindo!, Simplesmente...


Beijoooooo
Imagem de perfil

De Closet a 30.11.2011 às 18:00

eu diria que são pessoas... arrepiantes!! Brrrrr... :)
Acabamos sempre por nos cruzar com algumas de vez em quando!
Um beijinho grande :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Novembro 2011

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930